INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Quem não chora, não mama

Antes que ele volte a chorar, vamos à crónica da alimentação do puto. É agora, tudo ou nada!
Amamentação, na maior. Desde a primeira meia hora de vida que o Pedro tem feito mesmo pela vida e nunca me deu chatices. Pegas, subidas de leite, gretas, suplementos, nunca tive nem tenho de pensar nessas coisas, tive MUITA sorte. Quando parecia que a coisa estava a começar a descambar porque o Pedro começou a fazer intervalos mais irregulares (primeiro passo para mamas a fazer de chupetas, pais reféns dos não-horários dos bebés, sonos irregulares e todos esses dramas de faca e alguidar), pusemos o E.A.S.Y. em ação e num instante o miúdo entrou nos eixos e a família ficou feliz. O Pedro acorda como um reloginho de três em três horas, quando não acorda tem apenas tolerância de meia hora e acordamo-lo nós e só à noite agradecemos mais umas horas seguidas de sono, que às vezes nos são presenteadas, outras não.
Para além disso, ainda não passámos pela provação das cólicas a sério, ele já deu uns coices, já puxou pelas goelas, já andou chateado com a vida ou com o estômago, mas nada que durasse muito tempo ou fosse regular. Talvez fosse um pico de crescimento, talvez fosse pelo facto de ter andado um pouco ranhoso, graças à constipação que o pai lhe orientou, o facto é que ele kickava, nós consolávamos, ele calava-se. E pouco depois voltava à carga ou adormecia. É a vida.
Começando pela boca, passando pelo estômago, acabando nas fraldas, que a parte mais emocionante da vida de um recém-nascido resume-se a isto, as dele têm SEMPRE brinde. Muito, MUITÍSSIMO ou pouco, conto pelos dedos de uma mão as fraldas do puto que não têm cocó, às vezes verde, outras acastanhado, outras cor de mostarda, às vezes resolve mostrar em plena muda como faz bem o serviço... Socorro! É bom sinal, mas podia ser um pouco mais poupadinho. Ou vá, pelo menos mais concentrado, se é para fazer, faça tudo de uma só vez! Num só banho conseguimos usar três toalhas, porque o senhor sujou uma antes de entrar no banho e outra assim que saiu, fantástico...
Em resumo, estamos muito aliviados que 90% do que faz a rotina do nosso baby esteja em tão bom estado, isso faz de nós uma família muito mais descansadinha e contentinha. Esperemos que assim continue!


AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

11 comentários:

AP disse...

Lindo! Fartei-me de rir com a história do cócó!

Ministério da Saúde disse...

Dê ao seu filho o que há de melhor. Amamente!
Quando uma mulher fica grávida, ela e todos que estão à sua volta devem se preparar pra oferecer o que há de melhor para o bebê: o leite materno.
É muito importante, tanto para o bebê como para a mãe, amamentar até os dois anos de idade ou mais. O leite materno é o únio alimento que o bebê precisa, até os seis meses. Só depois se deve começar a variar a alimentação.
Acontece que nem todas as mães sabem de todos os benefícios e deixam de amamentar mais cedo. Você pode ajudar nessa campanha divulgando materias e informações.
Caso se interesse pelo tema, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br e participe!


Atenciosamente,

Ministério da Saúde

lena disse...

Adorei o desenrolar dos acontecimentos, esse bebe creio q vai ser comico ate parece q faz os possiveis para ser engracado, que riso!

Anônimo disse...

Acordar o bebé para comer?? Que horror! Isso é tortura! Só para os papás terem uma vidinha mais tranquila...

MB disse...

Se um dia vier a pensar em dar voz à maternidade que há em mim tenho de comprar esse livro!!! Totalmente de acordo quanto à não orientação da vida familiar em prol do bebé, com os não horários do bebé, etc e tal...mas eu não percebo nada de bebés!! :)

Maria de Lurdes disse...

MB,

Eu empresto-to, fica prometido!

De qualquer forma, acho que percebes muito mais destas questões da maternidade do que queres admitir, pelo menos partes de um princípio muito saudável e harmonioso do ponto de vista familiar: o de que o bebé faz parte da família e esta deve adaptar-se a ele, mas nunca permitir que o dia-a-dia ande à mercê das suas mood swings. Afinal de contas quem sabe mais da vida e do próprio bebé são os pais e os bebés ainda estão a aprender a viver no mundo e agradecem toda a ajuda que se lhes possa dar. Por exemplo, se eu não acordar o Pedro para mamar, sei melhor do que ele que assim que ele acordar vai estar desesperado de fome, numa verdadeira tortura que sem querer a si próprio impôs e que o vai deixar desnecessariamente stressado e stressar a nós também. E basta-nos estarmos realmente atentos às reais necessidades do Pedro para que nada disso aconteça e a família disso aproveite. Fico contente que concordes comigo!
Beijinhos

Marta Mourão disse...

Estou a ler esse livro agora, tenho pena de não o ter lido mais cedo. Apesar de que o meu fez mais ou menos o E.A.S.Y sozinho. Tive sorte!

MissBlueEyes disse...

Se não for pedir muito, será que me pode explicar melhor isso do E.A.S.Y? É que o Salvador faz exactamente isso...

Obrigada :)

Maria de Lurdes disse...

Olá Miss,

Espero que estejam a ter um dia descansado!!

Em resposta à questão que aqui deixaste, EASY é a abreviatura de Eat Activity Sleep e You, a estrutura rotativa central do dia-a-dia de qualquer bebé: ele acorda para mamar, depois tem um tempo de actividade (em bebés tão pequenos como os nossos é olhar, palrar, trocar fralda, tomar banho, ouvir a mãe falar, essas coisas), depois vem o adormecer e dormir e por fim, mas nunca sem deixar passar, a parte em que cuidas de ti. É uma estrutura do mais básico e lógico, à partida qualquer bebé faz isso, mas acredita que é muito fácil trocar as fases e resvalar em alguma delas, perturbando todas as outras. No livro que tenho seguido para cuidar do Pedro

http://maravilhasmaternidade.blogspot.com/2010/09/leituras.html

, cada fase é aprofundada e ensinam-nos a interpretar os choros, a pôr o bebé a dormir bem e sozinho, a estabelecer uma rotina com períodos de tempos regulares, a não deixar cair em tentações de fazer da mama chupeta, ou embalar até adormecer no colo e coisas assim, que à partida resultam, mas depois nos deixam loucas, porque habituam mal o bebé. É um livro muito bom, temos aplicado os seus ensinamentos no Pedro e ele tem andado bem, dorme bem, come bem, não tem manhas e as suas sessões de choro não são demoradas, só nos deixam louquinhos, não LOUCOS lol! Olha, mas só lendo é que se consegue aprender tudo, não consigo explicar bem cada fase, porque têm muito que se lhes diga!

Eu comprei-o na Amazon, é mais barato e não me importei que fosse em inglês e apesar de ter estado à venda em Portugal, acho que agora está esgotada versão portuguesa :S

http://www.wook.pt/product/searchidautores/autor_id/28462/fsel/8066

É o que nos tem safado, além disso é a calma, não nos deixarmos impressionar pelo choro e manter a nossa estrutura própria e não cair na tentação de acalmar a todo o custo...

Espero que te venha a ajudar,
muitos beijinhos e força!

mari_zinha disse...

Olá, estava tentada a comprar esse livro, mas ingles nao é o meu forte :(
Que pena, gostava de encontar a versao portuguesa...
Vinha mesmo a calhar umas dicas para qdo o meu bebe nascer, para depois nao andar aos papeis.

MissBlueEyes disse...

Olá :)

Obrigada pela resposta, mas já estou como aqui o comentário cá em cima, Inglês não é o meu forte... Vou tentar encontrar em português!!!!!!!!!!!!!!!!!

É exactamente o que tenho feito, esquecido um bocadinho de mim em prol dele. Dou-lhe muito mimo, muito colo, muita mama (os bicos até estão a ficar sem cor), aconteceu esta noite, tivemos choradeira durante 5 horas, estava no colo assim que o colocava no berço BERRAVA como quem o matava, tentei tudo e até a roupa lhe tirei para ver se algo o estava a magoar... Assim que se pegava no colo não havia menino, se fosse o pai, se fosse Eu só se calava com a mama! Que desespero... Faz hoje 1 mês, e chorou mais esta noite do que o mês inteiro! E claro que me sentia a pior mãe do mundo por o ver chorar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...