INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Escolinha


Para quem tenha miúdos um pouco mais crescidos que o Pedro, aqui fica uma ideia simples e giríssima para marcar o PRIMEIRO dia de aulas, aquele que fica na memória e que vai saber bem recordar daqui a uns anos. Uma cartolina, o acontecimento e a data, com o grande protagonista orgulhosamente marcando o seu ponto alto. Fica para a vida!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Noiva

Kate Moss, uma noiva como qualquer outra, a falar da LOUCURA que é planear e levar a bom porto uma festa de casamento. Estou contigo!



Quando o resultado é este, vale a pena o esforço, a decoração está linda e com pormenores perfeitos.







E ainda, também da Vogue, um vídeo sobre Kate e os "bastidores" do casamento.

Sharing from Vogue.com

Lovely

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Olá!



Começou com o mãmãmãmãmãmã, dadadadadada, papapapapapa, que com alguma boa vontade e muito wishfull thinking cortávamos a metro e transformávamos em mamã, papá e dá.
Mas a mais recente palavra é mais concreta, a um olá nosso responde (!) com um oiá! Vê-se ao espelho e solta um oiá! Estamos maravilhados, o poder da palavra!

domingo, 21 de agosto de 2011

Brincar às casinhas


Toda bombada de anti piréticos e antibiótico, mas ainda assim, este fim-de-semana estive a brincar às casinhas.

sábado, 20 de agosto de 2011

Não está fácil




No dia mais quente do ano eu tremo de frio, enrolada numa manta e aguardando ansiosamente a hora de poder tomar outra dose (cavalar de preferência) de qualquer coisa.
Dêem-me drogas.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Ideias giras

Quadros e mais quadros pelas paredes, escadas acima.


Um arquivador de revistas transforma-se em prateleira de canto.


Prateleiras para garrafas de vinho usadas para toalhas.

Puxadores de portas usados como ganchos.

Mapas antigos recortados em forma de coração com o local onde fomos felizes no centro. Amei!


Pratos de todos os credos e raças pendurados na parede.

Ideias para a casa super fáceis de executar e com grande efeito.
Mais ideias, tantas mais, para a casa, os miúdos, uma festa (de casamento), ou para o guarda-roupa, ali em cima, todas alinhadinhas. A esmagadora maioria tiradas daqui.

Os treinos



Para isto sofreram um revés em férias... Nem os meus Pegasus me valeram, antes me tivessem dado asas, que bem andei precisada! O meu calcanhar de aquiles é literalmente o meu tendão de aquiles: um belo dia, a seguir ao treino, começaram umas dores no calcanhar, que subia perna acima (oh dr., nem queira saber, apanhou-me a perna toda!) e me deixaram aleijadinha para as corridas... Agora o calcanhar está mais calmo, mas o deadline aproxima-se a cada dia e estou a modos que frita. Ainda por cima, não sei se ainda resquícios do Pedro ou não, desde ontem quem está doente sou eu, com dores de garganta e ligeiramente febril.
Sabotagem!
Mas lá estaremos, amanhã ou depois vou tentar voltar aos treinos!


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

E filhos, linda?


Nunca faço essa pergunta de circunstância. Nunca. É uma pergunta que não se faz a quem não se conhece bem e com que se não esteja a ter uma conversa de jeito.
É uma pergunta curta e aparentemente inocente que, quando não é respondida na positiva, na esmagadora maioria das vezes tem resposta curta, mas nunca uma resposta simples.

Ainda não. :S

Esta resposta vem com várias alternativas de subjacência, cada uma mais deprimente que a outra:
A - Ainda não porque "Pela milésima vez, não queremos! Ponham-me no Zoo, sim, sou um raio dum bicho raro, que ainda não quer ou não quer de todo que a Mãe Natureza se abata sobre mim e me faça parir pirralhos, mas quem é que neste mundo de deus não quer ter um filho assim que pode, oh alma penada?!
B - Ainda não por razões de ordem conjugal: "Ainda não porque não tenho um pai de jeito, ou pai de todo, ainda vou tendo algum discernimento, a nossa relação tem um calhau na engrenagem, obrigada pela lembrança."
C - Ainda não por razões subjectivas: "Ainda não porque andamos a tentar há meses, até o pino faço e mais parece que estamos debaixo de um bruxedo, sentimo-nos um falhanço da biologia, todo o bicho careta a parir e nós nada, f*ck you very much."
D - Ainda não por razões objectivas: "Ainda não porque somos uns loosers, é verdade, não temos dinheiro, não temos casa, não temos emprego, não podemos mandar cantar um cego, quanto mais multiplicar-nos. Obrigada pela preocupação."

Nunca presenciei um singelo "Ainda não" que não tivesse estampado na cara alguma das variantes supra. Perguntar não ofende, mas dói.

Tom de Verão




Um rosinha, L'Oreál Jet-Set 110, como o da Aishwarya, tal e qual. Que ela, se não fosse o verniz, não tinha piada nenhuma, coitada.

É parecido com a mãe ou o pai?

Diz a maior parte dos opinadores, que o cachopo é parecido com a mãe.
Mas verdade verdadinha, daquela verdadeira, ele faz mesmo lembrar
O Tweety

O Zé Povinho

Napoleão Bonaparte

O Calvin

Coitada da criança! O que uma mãe tem de ouvir!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Antes muerta que sencilla!


Em alta rotação este Verão, ADORO este top!


Fortes emoções



Pequeno Pedro curtiu tanto a praia, gatinhou tanto em direcção ao mar, enfrentou tantas ondas, brincou tanto na areia, que... engoliu água a mais, comeu areia a mais, cansou-se demais e caiu de quatro numa febre de 39,5º que só descolou quando voltámos para paragens mais frescas.
Foi uma pena e uma aflição, ele estava a curtir tanto as suas primeiras férias e a família a curtir tanto ele, que foi um desgosto ter o meu pequenito enfiado no quarto os últimos dois dias (ao menos foram apenas os últimos dois dias), a reagir ao Ben-u-ron, o "suminho" como dizia a doce Sobrinha I, mas a voltar à febre umas horas depois, os olhos vermelhos, um ar cansado e desconsolado, a cabeça tombada a ferver e a suar, nós em turnos a velar pelo seu soninho e a torcer para que nada mais surgisse além da febre... Não surgiu, mas o que foi, foi mais que o suficiente, xô doença!
Se dizem que "Madrid me mata", o Pedro pode dizer "O Algarve me adoece". Na próxima vez a vingança será terrível!


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Quem é, quem é?


Este bebé escondido com chupeta de fora?


É o pequeno Pedro, que dormia a sesta da manhã entre o jardim e a piscina, em grande!
A minha preocupação com o sono do Pedro não teve um fim nada trágico. Se é certo que as sestas e noites foram mais curtas que o habitual, o que fazia com que às vezes andasse mais molenga, ainda assim o meu bebé conseguiu dormir bons sonos. De manhã no jardim, à tarde no berço, lá nos governámos. E acordava bem disposto e pronto para mais tropelias!

A Rentrée



Nada melhor para espevitar a primeira manhã pós férias do que dançar esta música em altos berros, baby no colo a rir-se não sabe bem de quê (o que interessa é rir, ele já a sabe toda) e a aguentar acordado mais um quarto de hora, para ajudar a vida a voltar aos eixos.
Estamos de volta da falésia, do Sol, do calor, da piscina, da praia, do bem bom, pelo menos por esta semana.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Será que é desta?

Que vou conseguir acabar "O Evangelho Segundo Jesus Cristo"?
Comecei a lê-lo em cima da gravidez do Pedro, mas entretanto pela mesa de cabeceira só passaram livros sobre gravidez e puericultura, ou nada, de todo! Lia umas páginas e, passados segundos, adormecia ou precisavam de mim, não havia descanso. É agora?!

domingo, 7 de agosto de 2011

Agora...

... Que já tenho a casa toda dentro da mala do carro e ainda assim só levo o essencial, posso tratar da minha bagagem... Porque podia estar tudo pensado e separado, mas pôr na mala que é bom, só à última hora. Ainda bem. É que pelo andar da carruagem, vou ter muito que editar na minha mala, porque se eu levar tudo o que quero, não vai haver lugar para mim dentro do carro! Edita, edita, edita. Acho que nunca farei uma mala tão sequinha... Enfim, maravilhas do casamento e da maternidade!

Férias

Amanhã partimos para as primeiras férias oficiais com o Pedro.
Estamos muito entusiasmados, além do mar, piscina, sol e algum descanso, estas vão ser férias em família, com tios, avós e prima, o que torna tudo mais divertido e fácil para nós, porque há mais olhos, mais braços, mais companhia para o Pedro. Por isso mesmo, não consigo deixar de me preocupar um pouco... Tenho medo que, por ser tudo tão novo, tão apelativo, tão absorvente, o meu bebé se canse muito, que não durma o necessário para repôr energias e fazer jus à sua reputação de mister simpatia.
O meu filho é muito bem disposto, mas nós fazemos por isso, metade da simpatia do Pedro vem directamente do facto de ele dormir muito bem, de estar sempre muito descansado ou em vias de descansar. Nós notamos bem que ele aguenta estoicamente um fim-de-semana de rock, mas que na Segunda-feira está estoirado e dorme dorme dorme. Desta vez vão ser sete dias de rock, ainda assim apenas sete dias, mas mais do que ele alguma vez passou longe da sua sagrada rotina retemperadora.
Enfim, tenho medo que depois de dois dias de férias o Pedro se passe da cabeça e transforme numa bolinha de irritação e cansaço, sofra com isso e nós venhamos por aí abaixo também. Preocupa-me o sossego e silêncio que eu vou conseguir proporcionar-lhe para as sestas e as horas a que o vou conseguir deitar à noite. Ir de férias com bebés é muito bom, mas é um grande desafio, vamos ver como nos vamos sair...

Crescendo


-Pedro!
Ele pára, olha para nós e ri-se, todo contente.
-Pedro, não não!
Ele pára, olha para nós, muito sério, a ver-nos abanar a cabeça e em tom grave. Depois volta à carga e volta a parar, volta à carga e volta a parar. E assim andamos, indefinidamente.

Mas pára! E atenta! Tão crescido...

sábado, 6 de agosto de 2011

É dose

Começar a fazer as malas para ir para a praia com um tempo destes lá fora é dose! "Vou precisar destes bikinis e destes tops e destes calções" and so on, encher malas e malas de roupa de Verão enquanto lá fora chove copiosamente? É dose. Eu já gosto pouco da confusão e indecisão naturais de fazer as malas e tenho de confiar nas previsões da meteorologia para não separar apenas camisolas, calças e botas para a praia... E eu estou a confiar nas previsões, porque tenho cá um dedinho que adivinha que me anda a bichanar coisas que eu não estou a gostar de ouvir. Espero que o sacaninha esteja engando.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Adoro




As t-shirts meio vintage, meio non-sense, meio efeitos-especiais-em-animais que a Zara vai propondo todas as estações. É do mais cool para um menino levado da breca.
Ah juventude, isto é só style!


Também adoro as suas versões desse grande clássico do imaginário piroso-confessional, o eterno "Amor de mãe". Sou eu quem escolhe, compra e lhe veste, mas é o seu sentimento e a mais pura verdade. Se ele já falasse facilmente o confirmaria, pois então.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...