INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

É Carnaval!

Lá lancei o meu filho para a rua coberto em tigresse de alto a baixo, e eu não podia estar mais orgulhosa do meu feito! Nunca imaginei um dia assim!
Encontrei um fato à última hora e foi uma sorte tremenda, era o único e logo no tamanho dele, icou perfeito. Eis o meu tigre, o mais feroz e fofinho de todos os tempos!






Por baixo, um fato de treino e um polar. Estes fatos inteiros são o melhor tipo de disfarce porque permitem que se agasalhe o miúdo bem por dentro, sem se dar conta por fora. Não há nada mais deprimente do que um fato todo catita, com o sobretudo por cima, não é!? Por acaso até há, é uma valente constipação... por isso, camisolas e termotebes e polares por dentro, miúdo contente e quentinho por fora. Este até gorro traz, não podia estar melhor. Nota-se muito que eu estou ainda mais entusiasmada que o puto?
Eu adoro o Carnaval!

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O Pré Sono

Então parece que o meu mal de serões tem nome e chama-se pré sono... está bem.
Então e isto dá-me dia sim, dia não, que num dia estou exausta e lá para as onze horas (não antes porque o baby faz serão connosco) pratico o bom do pré sono e no dia seguinte estou fresquinha que nem uma alface e aguento o serão todo até às quinhentas. Invariavelmente acabo por ir deitar-me lá pelas duas e tal, três...





Apenas falhou um pormenor na descrição absolutamente correcta, diria mesmo científica, do RAP. É que, o praticante de pré sono, quando finalmente vai para a cama, ralha com quem não o acordou e levou para a cama antes, deixando-o abandonado e ao relento da sala até às tantas da madrugada...

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Todos os dias

A querida Ana, que entra na nossa casa todos os dias, mima muito os meus meninos que são um pouco seus também. Em grandes gestos diários, que me dão a confiança de poder deixá-los nos seus braços, e em pequenos gestos cheios de carinho, como a fita que o Miguel adora agarrar e o Pedro adora cobiçar. Afinal, são Mickeys retro, instant hit cá em casa.


Fita de chupeta, Zitamina.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Lembrando Domingo

Aqui há uns anos foi uma desgraça. lembro-me que era fatal como o destino. Durante a semana útil, dias de sol, calor sofrível, mas ainda assim, dias de sol. No fim-de-semana, chovia. Depois durante a semana, novamente melhor tempo. E assim foi durante toda a primavera e todo o verão. Foi assim, por exemplo, no ano de 2008 e 2009, o ano do meu casamento, lembro-me perfeitamente do tempo que fez durante a semana e da borrasca que nos atravessou o dia. Diz que é casamento abençoado, tem sido. Diz que é castigo a quem rapa sempre a taça dos doces, confere.

Este inverno, pelo contrário, no meio de tanto mau tempo, temos tido uns bons fins-de-semana gloriosos. Pode chover durante a semana, mas chega ao finde e somos acarinhados por um sol de inverno maravilhoso, que nos tira a todos da toca e nos põe a celebrar o deus Sol, essa bola de fogo que nos aquece a alma e lava a cabeça.
No Domingo passado e neste, pequenos passeios com os miúdos, o melhor que se pode desejar a um Domingo de sol. Obrigada Universo!






Too into it

Eu sou uma confessa devota de acrónimos e abreviaturas, tais como a rotina E.A.S.Y. ou os próprios 5 S' - não 6, como refere o artigo, - swaddling, placing the baby on its side or stomach, using “shushing” sounds, swinging and sucking - apesar de STAY CALM ser um bom sexto S..
Mas não pude deixar de me rever, sorrir e ficar muito reconfortada com este acrónimo, que definitivamente todos nós pais devemos ter em conta quando os bebés estão em modo loucura total ou simplesmente a sair do eixo que lhes imaginamos: JBBB  - Just Babies Being Babies. Vale a pena a leitura deste artigo do Huffington Post:
When you become a parent, you spend a lot of time filling your head with strange acronyms and code. VBAC, for instance, means delivering a baby vaginally after you've already had a C-section. The 6 S's is some B.S. that's allegedly guaranteed to make your kid sleep like an angel. DH (when used on message boards) means "dear husband" (I assume sarcastically). And a good one that's made the rounds recently is the CTFD method of parenting (as in, Calm the F Down, and that applies to parents, not kids).
I've been using one with my friends that I invented that is in a somewhat similar vein. I used it yesterday and someone said they wished it was Googleable, so here it is: JBBB. It stands for Just Babies Being Babies. Why does my son sleep for 20 minutes one nap and three hours the next? JBBB. Why does he love grapes one week and then scream and throw them on the floor the next week? JBBB. Why does he say the word "thank you" so cutely 3,000 times in a row and then stop when I take out my camera? JBBB. Why does he act like I'm trying to slowly torture him when I'm just trying to get him three blocks home in the car? JBBB. JBBMFGDB, man.
Some parenting books are useful, but the danger of too much information is giving parents the impression that there's very much that's in their control. Especially with sleeping! I think it's incredibly mean to give new, sleep-deprived parents the impression that "If you didn't do this your kid would sleep through the night," or "If you start doing this other thing, your kid will sleep through the night." This gives parents with "uncooperative" children the impression that they're doing something wrong, and, maybe even worse, gives parents who were lucky enough to have easygoing kids the impression that they had something to do with it.
It's probably just a matter of convenience, but it truly helps me to remember that babies and young children are, basically, tiny insane people who make absolutely no sense. This is where JBBB comes into play. It's both an explanation and a comfort. Your kid's a snot-nosed, screaming, destructive, uncooperative, unrestful piece of crap despite your best efforts to engage, encourage, comfort, nurture and guide him? Whatever, dude. Have a beer. JBBB. Say it out loud. J.B.B.B. What can you do? Not much. J to the B to the B to the final B. It will set you free.
Brilhante, não? Que belo acrónimo!
Para reforçar esta ideia do "às vezes eles estão apenas a ser bebés, deixá-lo e aguenta, não te passes a tentar resolver tudo", aqui fica o que o Jerry Seinfeld tem a dizer sobre a parentalidade hoje em dia, e com o que cada vez concordo mais: We are just TOO into it! 
A partir do minuto 3:45. 

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Um Dia no Mercado - Para a Mãe e os boys

Dia em mercadinho é sempre sinónimo de compras, happy happy! Trago sempre alguma coisa para mim e alguma coisa para os miúdos. É certinho! De facto, como é que vou resistir não vou aproveitar ter todas as marcas que gosto de encontrar na net, à mão de ver (que isto é como os espanhóis e São Tomé - só vendo, com as mãos!), e fazer umas comprinhas? Pois está claro que aproveito e compro! De qualquer forma, são só umas coisinhas...


Para os miúdos, trouxe da incontornável DOT uma túnica para o Pedro e uma camisinha a condizer para o Miguel. São tão amorosas! Para mim, a DOT continua a ser a preferida no que toca a roupa para rapazes. Quase tudo o que eu tenho de marcas portuguesas nas cómodas dos miúdos é DOT, desde que estava grávida do Pedro! E a cada colecção, apresenta coisas mais giras e cómodas, adoro!


Para mim, trouxe uns calções óptimos, básicos, de bom corte, os deste conjunto, da nossa vizinha de spot, a Wearable. Só falta servirem-me, ha! Mas fica como peça promessa, aquela na qual vou ter de caber, um óptimo incentivo a voltar à antiga forma. Também adorei a túnica deste conjunto, é óptima, mas ainda estou em modo Inverno... talvez numa próxima oportunidade!

AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

 { Facebook }  { Instagram }  { Pinterest }

Lembrando Sábado - Um Dia no Mercado

Este sábado estivemos com os nossos brinquedos no Palácio do Freixo, passando muito bem passado Um Dia No Mercado.


Location, location, location! Mesmo à entrada do Porto, logo a seguir à passagem da ponte do Freixo, o Palácio do Freixo convida a uma visita cuidada e um passeio super agradável com vista para Gaia. O local não poderia ser mais bonito, unindo a visita ao mercado a um passeio bucólico pelo Porto antigo com uma vista privilegiada para o rio. Foi um spot cheio de tradição, muito bem escolhido, parabéns Catarina!

E aqui estavam os nossos brinquedos, apanhados à hora do almoço, única altura mais calma do dia. O mercado foi um sucesso de afluência, sobretudo para uma primeira edição! As marcas não tinham mãos a medir, nem os visitantes, pelo que o sucesso do evento vai seguramente exigir próximas edições e explorando espaços maiores, para receber a todos e muitos mais!

São Pedro brindou-nos com um dia lindo, valendo mesmo a pena a visita e juntando compras com passeio e um pouco da nossa história. Havia imensas visitas do próprio Porto que NUNCA tinham ido ao Palácio do Freixo! Só por isso, valeu a pena.

A Sofia e o Rui, da troika Carrossel!

E na próxima volta, onde vamos encontrar o Carrossel?

Fotos do exterior, Sof*.

AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

 { Facebook }  { Instagram }  { Pinterest }

domingo, 23 de fevereiro de 2014

{ 8/52 }

Os miúdos esta semana que passou.

A primeira foto com o último corte. Still in shock. É só cabelo. 

O sorriso mais rápido do Oeste, impossível de apanhar. 
Eu sei que não devemos rotular os nossos filhos, que não devemos fazer deles o que eles ainda não são, tudo muito bem, mas... este meu filho vai ser um refilão, um mau-feitio, um vozeirão, um espingardeiro. Ele já grita imenso, comunica imenso, faz-se notar, quer ser ouvido e atendido. Um mau-feitio em inícios de ebulição.

A portrait of my children, every week, for 2014.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

9 quilos

No primeiro mês foram-se nove quilos. Metade dos que ganhei nesta gravidez.
Ainda sobram outros  tantos. Há três meses que me faltam perder nove quilos para voltar ao meu peso pré Miguel. Não está a ser como foi com o Pedro. O ponto de partida foi mais magro e acabei por aumentar o mesmo, mas está a custar mais perder. Mais meio quilo, menos meio quilo, não consigo despachar estes últimos nove.

Nem vale a pena estar com grandes planos enquanto o Miguel mamar em exclusivo. Ajudou-me a perder os primeiros nove quilos, mas não estes últimos. Eu estou SEMPRE com fome e estou sempre aflita para ter leite. Eu preciso comer e sobretudo beber. E simplesmente não tenho tempo para tratamentos ou desporto, porque todo o meu tempo livre é passado a trabalhar e a comer.

Será um misto de segunda gravidez + pdi. Não se vai tudo com a amamentação, há aqui muito que vou ter de liquidar eu própria.

Enquanto o Miguel mamar em exclusivo vou ter de ter paciência.

Programa para Sábado - Um Dia No Mercado

Eu já tenho programa para Sábado. Vamos estar no Porto, passando na Pousada do Freixo Um Dia No Mercado.



Já estou a entrar em modo excitex! Vai ser mais uma volta aos mercados multimarcas, o primeiro deste ano. Eu adoro a adrenalina do nosso Carrossel, receber os clientes e amigos, conhecer caras novas, encontrar pessoas conhecidas e queridas, fazer compras para os miúdos, para mim, conhecer as novidades das marcas, conhecer marcas novas, enfim, todo um mundo de coisas boas reunidas num só dia!

Vejam aqui todas as marcas giras que lá estarão, entre as favoritas de sempre, as marcas novinhas que estão a crescer e a ganhar o seu lugar ao sol e as marcas diferentes do habitual.

Esperamos pelo centro e norte em peso no LINDO palácio do Freixo, um passeio e programa a não perder!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Pedro e o maninho

O maninho é tudo o que o Pedro esperava e menos.
Nós bem lhe tínhamos deixado as expectativas baixas e ele confirmou-as: o maninho só dorme, chora e troca as fraldas, mais nada. Uma seca, portanto. Agora já sorri muito e tenta alcançar coisas, mas não faz nada ao ritmo do Pedro, que é 100 à hora. E raras vezes o Pedro apanha o maninho a sorrir para si, ou porque está a olhar para o lado, ou porque já vai lá à frente quando finalmente o maninho sorri, ou então desfaz o sorriso do maninho, porque o assusta com a sua brusquidão.

Mas ninguém diga que o Pedro contribui para a seca que o maninho é. Ele adorou conhecê-lo, desde o primeiro minuto. Esteve sempre contente  e bem disposto na maternidade, apesar de um pouco elétrico. Não teve crises de ciúmes e tem reagido bem a estes primeiros tempos de maninho. Gosta imenso de lhe fazer festinhas, apesar de termos de estar sempre de olho, porque ele faz umas festinhas brutas e tenta pôr os dedos nos olhinhos do mano. Às vezes diz que o maninho é "muito querido e fofinho", que adora o maninho, e nós ficamos mesmo contentes, e o Pedro sabe disso.
Ele como que fica vaidoso de gostar do maninho, apesar de ele ser quase uma peça de mobília. Um banquinho ao qual eu ando sempre agarrada e ao qual também ele se afeiçoou, pelo qual passa e faz uma festinha.

Sempre que eu estou com o maninho tento estar ainda assim disponível para o Pedro, falar com ele e acudi-lo, mas se ele precisar de ser chamado à atenção também é. Tentamos tratar o Pedro exactamente como antes, mas com o cuidado de dar-lhe atenção na mesma medida do irmão, nem que seja apenas vendo os bonecos abraçadinha a ele. Está tudo bem.

AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

 { Facebook }  { Instagram }  { Pinterest }

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Mini presentes

É inevitável. E ainda bem, porque há coisas muito giras que ainda bem passam de geração em geração, e assim como faziam os nossos pais, assim fazemos nós.

Vir de viagem e trazer um presentinho é das melhores coisas que pode haver! É um miminho, uma surpresa só porque sim, só porque se sentiu a falta, porque se fez o esforço, porque se quer ver a felicidade estampada no rosto por pequenos nadas nos quais pensámos com carinho.

Assim foi comigo hoje. Um pulo a Lisboa e um mini presente para o Pedro. E assim como a minha coleção de Estrunfes e snoopys de borracha foi crescendo por conta de pequenos presentes que a minha mãe nos oferecia, assim começa a crescer a coleção de animais Schleich do Pedro. Com a cabeça de cartaz, que ele adorou, claro, a réplica exacta do Shere Khan, o tigre do Mogli! Amou!


A escolha, como acontece com todas as miniaturas da Schleich, foi difícil, porque todos os animais desta marca de brinquedinhos em miniatura são perfeitinhos e muito fofos, mas eu sabia bem que o preferido seria o adulto.
Resultado: novo brinquedo da semana imediato. Mas espero que este preferido da semana dure pelo menos duas semanas, porque já está decidida o disfarce de Carnaval deste ano e não quero que entretanto o Pedro mude de ideias. Vai de quê, de quê? Tigre, claro! O próprio do Shere Khan!

Os bonequinhos Schleich são um primor de design e pormenor e encontram-se facilmente em lojas de brinquedos, ou mesmo tabacarias. Estes encontrei numa tabacaria no Vasco da Gama.

E modelos não faltam, os miúdos adora, é sucesso garantido, fica a dica! Próximas aquisições:

Sim, o Pedro já está a entrar na fase dos dinossauros, big time!

Pinguins, são uma espécie de espécie-mascote-fetiche desta família...


O Bambi bate forte no coração do Pedro...

AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

 { Facebook }  { Instagram }  { Pinterest }

Rose Gold

Adoro relógios e acessórios em geral em ouro rosa, ou simplesmente em dourado rosado. O meu consorte deu-me um colar no natal do ano passado que AMO - é a minha peça favorita nesse tom, tenho outras que também gosto imenso - e tenho visto relógios que ficam com uma pinta descomunal em ouro rosa. Cada vez mais é um tom que gosto de ver em metálicos e acessórios.
É um tom feminino, que favorece qualquer tom de pele e dá com tudo, sendo uma alternativa moderna e elegante ao dourado ou prateado. Go(ld) pink!








As melhores propostas de relógios em rose gold, com Michael Kors à cabeça, tem dezenas de modelos lindos!

AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

 { Facebook }  { Instagram }  { Pinterest }

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Capilosidades

Eu adoro o cabelo do meu filho. É igual ao meu quando tinha a sua idade. É liso, muito farto, fino sem ser frágil, brilhante e num tom castanho com reflexos acobreados, é um daqueles tons que as tintas de cabelos bem tentam recriar e não conseguem! É tão liso que se desembaraça sozinho depois do banho, eu nunca penteio o Pedro, ele simplesmente não precisa.

Eu adoro vê-lo comprido e solto, a envolver-lhe o rosto de menino. Fica ainda mais lindinho.

O único "problema" do cabelo do Pedro é que cresce loucamente. Eu sei que é bom sinal, mas leva-me ao desespero... Como ele corta o cabelo a sério desde que tinha menos de um ano de idade, e eu gosto de o ver comprido, mas sei que tem de cortar, mas ao mesmo tempo tem de ter um bom corte para crescer como eu gosto - tantas variáveis, o drama! - de cada vez que reunimos com o seu técnico capilar (o avô Dé, bem entendido), apesar das minhas recomendações, nunca sei bem o que vai sair. O avô Dé quer cortar até estar perfeito, mesmo que isso implique deixar o miúdo careca, o pai quer cortar à homem, para que não fique comprido, eu quero cortar "dois dedos em escadeado!!", como se ele fosse eu. O puto, esse quer ir brincar aos dinossauros, detesta o picar dos fios cortados, detesta estar sentado mais de meia hora com uma tesoura à volta dele e não pára quieto. Desafio total. Coitado do vovô Dé que dá o corpo ao manifesto e pobre de mim, que sofro muito.

De maneira que este Domingo foi dia de suar outra vez. Dei a mão a Deus e pus o meu menino nas mãos do vovô Dé. Com o pai lá trancado também. E eu não podia estar "porque agitava o menino".

Claro que ele saiu de lá parecia que tinha dez anos de idade. É só cabelo. Daqui a quinze dias já "assentou". É só cabelo. Serenidade.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

§ Semana 7/52 §

 Pedro e o brinquedo da semana. Os dinossauros.
O Pedro tem essa tendência, a de ter um "brinquedo da semana". É pouco fiel aos seus brinquedos, tende a ter um favorito, que não larga, até aparecer o seguinte, um novo, e passa a ser esse o preferido. E assim sucessivamente. Agora são os dinossauros. Antes foi o comboio Thomas, antes tinha sido o cão Kaiser, antes ainda o urso polar e o pinguim, e por aí fora. O único que vai sobrevivendo na berlinda é o Mickey.

Miguel e o brinquedo do mês, as mãos. Mira as mãos, leva-as à boca, levanta-as em contemplação, alcança o mundo com elas e agarra-se a tudo com muita força. As maravilhas de ter um polegar oponível.

Com um dia de atraso, "a portrait of my children, once a week, every week, for 2014."

Barrigas de Amor


Mais uma vez, é com enorme prazer e satisfação que estas Maravilhas se juntam ao Barrigas de Amor, numa série de eventos que vão unir, divertir, informar e sensibilizar as famílias portuguesas.

Fiquem desde já com o programa para este primeiro semestre, vai ser uma animação! Onde é que nos vamos encontrar?

Quando for grande...

 No Sábado tivemos programa especial para os miúdos (os primos mais crescidos, pois claro!): fomos assistir ao musical Quando For Grande... Quero Ser e foi o máximo!
Eles deliraram com o espetáculo de música, dança e animação, com os Legos gigantes e as correrias entre a plateia.
O musical está muito bem encenado, os Legos gigantes são muito divertidos e afinados,  com uma enorme disponibilidade para os miúdos pós espetáculo, a mensagem é muito gira e positiva. É o programa ideal para os miúdos, mas também os graúdos, posso garantir que não "sequei", pelo contrário, ver o delírio estampado na cara do Pedro já teria valido a pena, mas foi tudo mais, muito mais.

Vai estar em cena no auditório da Exponor até 23 de Fevereiro, a não perder!!

A alegria deles, contagiando a nossa... não tem preço

Ataque súbito de vergonhice aguda, na hora de conhecer os actores, queridos, queridos, super simpáticos! Mas depois passou-lhe, a curiosidade vence sempre!  

 O elenco de Legos gigantes. Amei as cabeleiras!


A invasão de palco.


Não deixem de visitar, em cena até 23 de Fevereiro:


Obrigada Lego pelo convite!

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Três meses de Miguel e um bónus

Resumo do mês:  o meu filho continua lindo, cada dia mais fofo e eu tenho de me dedicar mais a registar os seus dias, isto este mês andou lento...





E bónus! Este vem do fundo do baú, quando o Pedro tinha um ano e tal, a ler a sua historinha com grande afinco. Lindo!


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Porque o amor não é só namorados...

Ser mãe é sentir a vida
Pelos filhos repartida
Numa total doação...
É dar-se em amor e ao dar
Logo o sentir redobrar
Mais vivo no coração

É ouvir dentro de nós
O eco da própria voz
Na vida de um novo ser...
É aquela amarra bem forte
Que é a vida depois da morte
Continuada a viver...

Ser avó é mais talvez.
É percorrer outra vez
Caminhos que a vida tem.
É o amor com seiva nova
É a vida que se renova,
É ser duas vezes mãe.

É sentir a Primavera
Que nos invade e tempera
A vida já no poente.
É a alegria sem par
De sentir e ver nevar
Mas tendo o coração quente.

in Mafalda de Castro, Obras Completas

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Os normais

Ontem vimos algumas celebridades sem maquilhagem e aprumo. Mas, e se as celebridades não tivessem personal trainers, stylists, nutricionistas, cirurgiões plásticos? E se nunca tivessem saído da cêpa torta? E se não tivessem de estar sempre no seu melhor? E se tivessem permanecido tipos absolutamente normais, típicos americanos, mas daqueles "profundos", como só os americanos conseguem ser?
Seria hilariante!
















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...