INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

3 meses

Ao bater dos três meses, baby Miguel apanhou a sua primeira constipação. Não chegou a ser gripe, foi "apenas" uma constipação. Num bebé tão pequenino, foi mais que o suficiente para o deixar KO e a nós agastados...

Há de ter começado ainda na quarta, com muito bolçado e tosse. Parecia-me atrapalhado com o leitinho, mas não, era mesmo tosse de constipação. Na quinta-feira piorou e à noite fomos todos parar ao hospital, Pedro e tudo. Ele parecia cada vez mais aflito, mais engasgado, parecia mesmo que teria algo mal parado no gasganete, mas ainda não tinhamos pensado em gripe.
No hospital, claro que parecia muito melhor, não se engasgava e até sorria, a envergonhar os pais que juravam muita aflição! Rapidamente veio o diagnóstico a estes pais maçaricos, que mais pareciam de primeira viagem. Ele está constipado, tontos!

Num bebé tão pequenino, custou ainda mais. E foi apenas uma constipação, nem quero imaginar como se sentem os bebés que tão novos, estejam verdadeiramente doentes... E os pais que com eles sofrem.

Entretanto, o mês continua a não correr muito melhor. Bebé Miguel que já dormia seis, sete horas seguidas à noite, que me via pronta para entrar no quarto mês com turnos de 4 horas, afinal agora anda a dormir sestas de 45 minutos e nada mais e anda a acordar de noite outra vez, dormindo no máximo 4 horas e pouco seguidas, sempre acordando morto de fome. Eu posso com isto? Posso, que remédio. Mas está difícil, porque custa-me dar vazão a tanto apetite e temo que o apetite vem precisamente da pouca vazão que lhe dou... Ou eu me reforço, ou vou ter de suplementar o miúdo, coisa que não queria nada.

De maneira que, ando a sopas, leites, águas, vale tudo, mas está difícil... Alguma mezinha caseira extraordinária que valha a esta exaurida mãe? Queria chegar aos seis meses com leite materno em exclusivo, mas se é isto e ainda não cheguei aos quatro?!

23 comentários:

Inspired disse...

A minha baby teve uma bronquiolite aos três meses e foi assustador! Desenvolvia ataques de choro incríveis por causa da tosse e do muco! Parecia que ia sufocar! :( São os bebés de Inverno!
Promil! Ajuda na estimulação! :)

Polliejean disse...

Na minha primeira gravidez aconselharam-me comer mochi, um produto macrobiótico à base de arroz, porque fazia bem ao leite materno. Eu comi e até gostava, aquilo bem cozinhado e com um bocadinho de mel por cima marcha :) e tive muito leite, mas vale o que vale...

Anônimo disse...

Por volta do 4 mês costuma haver um pico no crescimento, daí ter mais fome. Isso passa e depois volta ao normal.
Muita paciência.
Bjs

Andrea disse...

Promil funcionou comigo! Beber muita, muita água também ajudou! Mas quando tiver de ser, será! Consegui até aos 10 meses, depois secou naturalmente!
Suplementar não é mau... Sempre a pensar no que será melhor para ele!
Boa sorte!

Sara Florindo disse...

Bom dia I. De facto nos bebés nada é definitivo e quando pesamos que entraram na rotina... lá estão eles para nos trocar as voltas!
Quanto à produção de leite, apesar de rapidamente ter procurado e não ter encontrado grande sustentabilidade escrita para referir, lembro-me de ter ouvido já várias vezes falar na levedura de cerveja. Nada como investigar... pelo que percebi mal não fará e complementa noutros aspectos.
As melhoras do baby M e beijinhos para todos.

Magui disse...

As melhoras dele e quanto a mezinhas só conheço chá de funcho, levedura de cerveja e as saquetas de Promil...

Anônimo disse...

Olá maravilhas.....
o que por aqui se diz é beber cerveja preta sem alcool (claro!!!!), levedura, muitos liquidos, comer certinho de 2 em 2 horas....

espero que resulte
Beijinho

miriam disse...

eles são todos diferentes… o meu mais pequeno fazia intervalos mais curtos que o jaime… e que remédio tinha eu. o melhor é não olhar para o relógio e dar-lhe sempre que ele quiser. uma pessoa "morre" bem sei mas não conheço outra mézinha sem ser beber muitos líquidos e dar a pedido. foi o que sempre fiz até aos 6 meses em exclusivo. força. vais resistir =)

Anônimo disse...

Calma, muita calma. Por aqui o mesmo. A minha filha também está a mamar e gostaria de assim permanecer até aos seis meses. Há noites em que dorme umas boas horas, mas outras em que não. É normal. Umas vezes o peito está muito cheio e sacia, outras vezes não. Costumo beber muita água. Agora a minha filha anda muito desatenta enquanto mama, pelo que tenho de estar com o peito ao léu hora sim, hora não. Mas vale a pena.

Anônimo disse...

Aveia melhora a qualidade do leite, chá de erva doce acalma a mãe e o bebé, bacalhau aumenta a produção de leite (pelo menos comigo). E água, muita água e claro muitas mamadas para produzir mais leite... disso não pode fugir! Boa sorte. A minha tem sete meses e meio e entendo cada palavra sua. :)
Mari

MarianaS disse...

Por acaso ia dizer-te isso mesmo, se calhar o puto está a precisar de sustento mais potente...
A nossa S., a certa altura, começou a chorar desalmadamente entre as 22h30/11h, depois de ter mamado cerca das 20h30. Quando lhe comecei a enfiar goela abaixo o biberão, algumas semanas mais tarde, percebi, claramente, que a miúda tinha fome.
Acho que não lhes acontecerá nada se não tiverem o biberão, nós é que ficamos um tanto ou quanto esgotadas... hoje em dia, olhando para trás, acho que não há necessidade!

Diana disse...

Cada vez que leio um post sobre o baby Miguel, parece que estou a ler sobre o meu. Só ainda não passou por uma constipação! As sestas também andam mais controladas, porque o pusemos a dormir no baloiço, pois o movimento ajuda a ultrapassar os ciclos de sono leve. Assim dorme 1-2 horas.Infelizmente não conheço mais mezinhas. Força! É mais uma fase que havemos de ultrapassar!

Anônimo disse...

Olá!
Também tenho uma pequena que faz 3 Meses dia 20 e sinto o mesmo em relação ao leite. A minha Matilde dei de mamar quase até aos 12 meses mas com esta não sei se vou conseguir dar até aos 6 meses exclusivamente. Eu acho que com o primeiro temos mais tempo, estávamos mais tranquilas, sem tantas preocupações pelo menos falo por mim. Tendo outra com 3 anos e que exige ainda muita atenção, quando chega da escola que que vá brincar com ela, a comida muitas vezes tem que ser a correr, enfim vida de mães.
Beijinhos e tudo de bom para vocês

Lili (http://vidali.blogs.sapo.pt/)

Anônimo disse...

3 meses é tempo para mais um surto de crescimento, por isso é que o baby M está a pedir mais leite! daqui a uns dias volta a acalmar e vai ver que o seu leite é mais que suficiente. boa sorte :)

Ana Vera disse...

Ele está a passar por um pico de crescimento! Parece que nao há mama que os sacie nestas fases. O meu filho chegou a mamar de 15/15 minutos, sempre cheio de fome! Foram uns 3 ou 4 dias assim e passou...

Jesielle Alves disse...

Boa tarde, tudo bem?
Você sabia que é importante criar uma identidade virtual para seu blog? Principalmente para destacá-lo entre os demais? Se tiver interesse em ter uma blog mais personalizado e dinâmico, entre em contato comigo. Personalizo todo o layout do blog, deixando-o atraente e convidativo, profissional, dinâmico... sempre com a finalidade de deixá-lo agradável aos olhos do leitor.
Venha conhecer meu trabalho!

Meu portfólio: http://www.jalayouts.com

Fico aguardando seu contato!

Leope disse...

O meu Afonso tem 3meses e felizmente nunca adoeceu, dorme quase sempre a noite completa, só durante o dia é que mama de 3 em 3 horas, em contrapartida a mini Leo com 2 anos e pouco não dorme ainda uma noite completa :s... :) beijinho

CP disse...

Olá Inês!
Eu amamentei o meu, em exclusivo, até aos 6 meses e uns dias, e hoje, com 9 meses e uns dias, ainda mama 4 vezes por dia. O que é que eu aconselho? Como médica e mãe-que-adora-amamentar: muuuuita água (cerca de 4L/dia até aos 6 meses) e deixar sempre a mama vazia (recorrer à bomba sempre que achar que ainda há um bocadinho que seja).
Não experimentei, mas o chá de funcho também é aconselhado.
As melhoras para o pequenino!

http://aventurasa4.blogspot.pt/

ML-As Maravilhas da Maternidade disse...

Muito obrigada por todos os vossos comentários e dicas, vou compilá-los em post, é serviço público!

CP, 4 litros?! Eu num dia esforçado não consigo chegar aos dois, quanto mais 4...

Obrigada a todas e beijinhos!

CP disse...

Eu sei... parece um exagero... E a mim ajudou imenso passar essa altura no verão, mas bebia-os bem! Bebe chás, infusões, leites, enfim!... muitos líquidos. E usa e abusa da bomba ;)

Anônimo disse...

Por aqui bebia 3 litros diários e "abusei" da minha Medela elétrica. Foi a única forma de ter leite...mas mesmo assim, com regime self service quando o puto queria, com 3 litros diários, com Promil, com mesmo durante a noite mamando no máximo a intervalos de 3 horas (mas normalmente menos) e usando a bomba apos cada mamada sempre sempre (que, para quem não tem qualquer familiar que ajude por perto e tem uma irmã mais velha de 1 ano e 10 meses, é tempo que consumimos de volta da bomba a estrangular mamas e que dava jeito para tanta coisa)...chegados os 2 meses tive de recorrer ao suplemento. O miudo estava há 10 dias sem aumentar um único grama e chorava inconsolável (10 dias já é estatística..menos que isso podem ser variações de cocos/xixis feitos antes, da balança ou simplesmente não significativos), passava o dia com ele no sling porque era a única forma de consolar e calar aquela alma esfomeada, vítima de uma mãe que queria a todo o custo ter leite que não se inventa, embora todos dissessem era fome (e eu percebesse que passavam 3 horas e as mamas não estavam nem perto de cheias), eu não queria estar a desistir do exclusivo sem certeza.
Conclusão...a genética tem um peso enorme, nós temos algum...não desistas sem a certeza de que realmente já não consegues ser suficiente e sem antes tentares as coisas básicas de aumentar líquidos ou de Promil...mas também não leves a obsessão ao extremo...já me incomoda demasiado esta onda que começou há uma mão de anos da amamentação exclusiva a todo o custo (mesmo que esse custo passe por uma mãe que é pior mãe por estar estafada ou por um bebé que podia ficar mais saciado e feliz e não fica a troco de um benefício que será sempre inferior ao peso que a genética tem na nossa saúde).

Mas mesmo assim...ainda há quem me diga "ah..se realmente quisesses tinhas conseguido". Há tantas coisas em que nos desleixamos durante os tantos anos cruciais do crescimento de uma criança...um mero "agora não posso filho" a uma brincadeira em que ele quer companhia se calhar pesa mais na felicidade dele do que todo o leite materno...

(mas adoro amamentar claro :) e num próximo faria tudo novamente...apenas acho que se valoriza demasiado).

Raquel S. disse...

Nunca comentei um blog, mas este tema tocou-me especialmente.

Também eu estava mentalizada para amamentar em exclusivo até aos 6 meses. (Também queria um parto natural, mas como a minha filha foi preguiçosa e não quis "dar a volta" teve que ser cesariana mesmo…).
Quando ela tinha 1 mês e pouco de idade comecei a perceber que ao fim do dia já não conseguia produzir leite suficiente para saciar aquela criatura esfomeada. (Ela nasceu apenas com 2,5kg, mas é mesmo muito comilona!)
Por mais Promil, água e bomba eléctrica que usasse, ao fim do dia tinha sempre sensação que ela ficava com fome. E eu de rastos, sempre a dar mama, a dar à bomba, etc... E em pânico, a pensar que me estava a secar o leite!

O pediatra aconselhou logo o suplemento (como o fazem quase todos, sem razão muitas das vezes): uma barbaridade de 120ml (!) após todas as mamadas. Decidi contra a opinião dele dar-lhe suplemento apenas à noite e uns modestos 60ml (e muitas noites nem dava nada se percebesse que ela não tinha ficado com fome).

Apesar de me ter custado imenso começar o suplemento (porque tinha imposto a mim mesma aquela meta dos 6 meses), foi mesmo o melhor que fiz. A minha filha passou logo a acordar menos de noite e aos 3 meses começou a dormir 8 horas de seguida à noite. E quando eu comecei a dormir melhor, comecei logo a ter mais leite... Mas continuei com o suplemento, apenas à noite, e apenas quando achei necessário. Nas consultas seguintes o pediatra deu-me razão... Até porque ela tem sempre aumentado bastante de peso, é claro.

Conclui neste processo que não há nada como sermos flexíveis nas nossas metas e dar-nos um desconto a nós mesmas... Ser mãe por vezes pode ser desgastante (com dois filhos nem imagino!) e se o suplemento existe, na minha opinião, é mesmo para estas situações e ainda bem que ele existe!
E sim, é claro que o ideal (e o que dizem os famigerados “estudos” da OMS e afins) era eles nascerem todos de parto natural, às 40 semanas, e mamarem todos em exclusivo até aos 6 meses. Mas também podem ser perfeitamente saudáveis se alguma destas coisas falharem, ou até várias delas... Fazemos o que podemos, e geralmente isso costuma ser o suficiente... ☺

Peço desculpa pelo desabafo longo, mas começo a estar um bocadinho farta de tanta pressão para fazermos tudo de modo exemplar e seguindo à risca todas as “recomendações” e “estudos”.

Um beijinho e boa sorte,

Aline Brito Paiva disse...

cerelac :)
pronto, agora estou de dieta, cozo a boca que me pelo, mas nunca me faltou leite enquanto amamentei (e ainda amamento) o pequeno!
Dei exclusivo até aos 5 e agora entramos nas sopas porque efetivamente precisava de me controlar.
Estou meia a brincar com o cerelac, mas comi imenso sim :)
Promil é bastante bom!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...