INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Inconfessáveis... Ou a arte da procrastinação


A cinco semanas no máximo de ter cá fora o pequeno Pedro...

... Ainda não tenho a mala da maternidade feita...

... Ainda não tratei de subsídios e burocracias várias...

... Ainda não tenho o quarto acabado...

... Ainda não tenho o necessaire do meu petit feito, tão pouco escolhido...

... Ainda não tenho carrinho (este não é culpa minha, mas não deixa de ser mais alguma coisa que me falta)...

... Ando so on, and so on...

Enfim, espero que o tal síndrome do ninho não seja mito e baixe em mim tipo AGORA e não a dias do parto, que eu tenho muito para fazer e poucas molas no rabo.
Agora vou tomar banho. Daqui a pouco.

8 comentários:

SergioLopes disse...

Curioso..
Ainda ontem, em conversa com a minha esposa, estávamos a comentar por onde começar as compras: pelas coisas para o quarto ? pelo carrinho/ovo, etc ?

Deve ser por ser tudo novidade, mas também ainda temos o tempo do nosso lado visto que só passou 1/3 da gravidez ainda :)

Cumprimentos

R. disse...

Sem stresses...Quando tiver de ser, será! Assim resistirás ao supérfluo e concentrar-te-ás no essencial! Quando se tem muito tempo tb dá asneira.

MarianaS disse...

Então vamos por partes:
1. a mala da maternidade faz-se em meia hora; assim esteja a roupinha já lavada e passada;
2. o quarto não precisa estar preparado já - o babe fica no quarto dos papsis uns bons meses;
3. o necessaire pode muito bem ser, nos primeiros tempos, o fantástico malon da babybjorn que ouvi dizer vos vai calhar em rifa ;) - e, já agora, não compres nenhum sem me avisar, ok?
4. trata mas é dos subsílios, que são uma seca, depois do nascimento não vais ter cabeça nenhuma para isso...
Bj!

**SOFIA** disse...

sublinho tudo!
já sabes que se nao tiveres carro tens o nosso, a leo sobrevive ;)

o resto a gente ajuda.

trata do guito, mas é!

Maria de Lurdes disse...

E ainda temos de tratar da crio-preservação e antes disso se queremos fazê-la ou não, ai senhores ajudai-me!

Eu vou tratando das coisas devagar devagarinho, o problema é que penso em tudo o que há para fazer e faço intermináveis listas mentais e hoje é que vai ser, agora sim, mas pôr mãos à obra, nada!

De qualquer forma, obrigada por porem as coisas em perspectiva e Mariana, quanto ao necessaire não há dúvidas ;)), o que falta é o recheio completo, vou tendo umas coisitas aqui e ali, mas essa escolha e lista final é que ando a empurrar com a barriga, literalmente! Nem me reconheço, a adiar a compra de cremes e coisas cheirosas...

Marta Mourão disse...

Eu fiz a mala da maternidade depois de me rebentarem as águas :D
Mas claro que convém deixar as coisas mais ou menos encaminhadas, tipo coisas lavadas e mais ou menos a postos.
Os subsídios podem ser tratados depois do bebé nascer. O problema pode ser a falta de tempo para tratar disso.
O quarto é um mito. O bebé só vai para o quarto dele mais tarde, o que interessa é ter o nosso quarto operacional.
Quanto ao necessaire: é uma boa prenda que familiares ou amigos podem dar.
É ter calma e não stressar.

Luisa disse...

Mesmo que não queiras fazer a mala, deixa tudo à mão no caso do pai poder fazê-la. Eu também não tinha a mala feita e entrei em trabalho de parto quando tinha o mesmo tempo de gestação. Porque estava na rua e por ser tão cedo aconselharam-me a ir imediatamente ao hospital. O pai é que fez a mala e não demorou meia-hora, demorou bem mais tempo. Porque só eu é que sabia o que era preciso e onde estavam as coisas guardadas...

karu disse...

Lurdinhas,
Despachas isso em meia-hora depois da roupa estar lavada e passada.
Acho que há mais uns itens a levar na mala fundamentais! Ospois falamos disso.
Beijas,
k.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...