INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

À volta do meu umbigo



A minha barriga não está para brincadeiras, ela vai crescer e nada a vai impedir de ficar gigante!! Tem dito.


Ela comprime o meu diafragma e cai pançuda para onde quer que eu me vire. Ela já dificulta ou impede muitos movimentos e está esticada como um tambor (à noite então, é demais!), com o umbigo cada vez mais saliente. Cresce, cresce. Mas os meus abdominais ainda estão em acção, é engraçadíssimo! Sempre que me deito no sofá ou me levanto, ou faço outro movimento que exige esforço abdominal, a minha barriga de redonda passa a triangular, fica em forma de bico, eu distingo perfeitamente os abdominais de lado e nada no topo. É um pouco impressionante, mas eu acho piada, onde eles foram parar...Espero que não se entusiasmem com a nova posição e decidam voltar ao sítio de onde vieram!


Quanto ao que lá por dentro se vai passando, ou seja, quanto ao meu pequeno Pedro, anda a ouvir Xutos & Pontapés q.b. Imensas mães relatam combates de boxe intermináveis 24/7, mas este menino parece ser muito comedido em movimentos... ou talvez mais comedidos deviam ser esses relatos... De qualquer forma, já consigo estabelecer um padrão(zinho... uma espécie de padrão, vá!): todos os dias de manhãzinha, assim que acordo, acorda ele também, mas apenas enquanto vou virando na cama, à procura de uma última posição para dormir, só mais uma... Depois de eu comer, há sempre uma sessão de pontapés garantida, sobretudo à noite, para mostrar ao pai como anda a vida... E ainda sempre que à minha volta está silêncio e eu digo qualquer coisa e afago a barriga, lá vem ele dizer olá. É muito giro porque ele só se manifesta assim que me calo e param os afagos. Muito desconfiado. E enquanto o pai não deixa as mãos apenas pousadas o mais levemente possível, nada feito. Será que ele pensa que a costa está livre e pode kickar, que ninguém o vê, ou será que está a curtir a atenção e pede mais? Coitadinho, tão pequenino e eu já a interpretar os seus pontapés, pobre criança, já não se pode responder a um estímulo externo que saem logo disparadas teorias sobre personalidade e quereres!
Certo é que ele não gosta de apertos nem de confusões. Sinto-o muito pouco quando ando nas minhas voltas diárias ou quando à minha volta tudo é lufa-lufa. Umas vezes mais, outras vezes menos, que ele tem dias mais agitados e dias mais calmos, mas com certeza, eu só o sinto no zen...

3 comentários:

martabatista.com disse...

a Helena também se manifestava a seguir a eu comer qualquer coisa e sobretudo à noite...o pior era quando o fazia contra as costelas.. era cada kick :D
mas nos primeiros dias a seguir a ela ter nascido sentia a falta dela a comunicar lá de dentro...dá saudades :D

mb disse...

Isso pequeno Pedro!! Faz ouvir a tua voz :)

karu disse...

Tb tenho saudades do meu barrigão, aliás da comunicação do barrigão (tudo o resto, inc deixar de ver os pés - tx felizmente, não tenho tts saudades assim...).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...