INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

terça-feira, 6 de março de 2012

Blogosfera



A propósito deste post e deste que me ficou (parcialmente) entalado no gasganete.

Quando uma pessoa pensa em exposição dos filhos, da sua vida, da sua imagem na blogosfera, a primeira coisa que vem à cabeça são arrepiantes pedófilos nojentos que se babam ao ver o menino inocente a correr pelos prados.
Mas não, infelizmente eu constato com tristeza que quem ameaça a minha felicidade, a minha partilha, a minha alegria partilhada são outras mães. Quem refreia a minha liberdade, quem me acossa, quem me impede de espalhar o amor não são os pedófilos, são as minhas pares. Mães muito zelosas da sua intimidade e armadas em guardiãs da intimidade dos outros, da imagem dos outros. Mães que vêem numa fotografia de um bebé a tomar banho um atentado ao pudor, um atentado à imagem da criança, uma revolta à vista, assim que o miúdo se aperceber que a sua vida foi devassada internet fora.
Mães que se preocupam tanto com a exposição da vida dos outros, que vêem tão melhor do que eu o que eu estou a fazer ao meu filho, atentai numa coisa: as únicas pessoas que vêem a devassa são vocês, as únicas que vêem o abuso são vocês. O que vocês tanto querem proteger nem sequer está posto em causa, está intacto até o momento em que vocês resolvem falar nisso como se fosse algo de mau. Conexões, partilha, inspiração, não são sinónimo de exposição, exploração, abuso. Isso está na vossa cabeça, na minha só há imagens lindas e de bom gosto, de bom tom, que a tecnologia me permite captar, os meus olhos tiveram que enquadrar e a minha mente conseguiu registar. Eu quero dividir com quem vem por bem e com quem anda azedo por causa de limões a mais na sua vida aquilo que me faz feliz e são mentes infelizes encapotadas em guardiãs da moral e dos bons costumes que atentam contra essa felicidade. Contra essa partilha. Essas infelizes assediam-me com os seus agoiros. Essas preocupações censuram os meus posts. As mentes deturpadas, os pensamentos obscuros, o mal, o perigo está nessas cabeças. Não ponham na boca da minha criança palavras como "Mamã, porque me expões?", quando o meu filho que não tem um pingo de malícia na sua alma, mais rapidamente diria, "Mamã, foste tu que fizeste? Que giro, mostra-me mais."

O mundo é o que fazemos dele. Se a blogosfera é um rio de corrente forte e baixios traiçoeiros, sempre a correr, permitam-me as mães preocupadas que eu que sou tão mãe quanto elas saltite de pedra em pedra, colhendo o que de melhor a vista pode alcançar e faça o meu caminho, sem medos. Porque na minha casa não entram pedófilos via wireless, mas um pouco da minha tranquilidade, da minha alegria vai-se quando leio que do alto da cátedra do bom e adequado já uma criança não pode ser filmada a dançar sem que seja posta em causa a bondade de quem a filmou.

23 comentários:

Patrícia Teodoro disse...

Não diria melhor...tantas vezes que explico isso...tantas...mas sabes as pessoas não conseguem ver o bom das coisas, apenas o mau...que pena e não é com certeza isso que quero que a minha filha aprenda...o mundo não é feito de pedófilos, de ladr\oes de meninos...o mundo é feito por nós, pelo que transmitimos diariamente...e esta é uma das formas de mostrar ao mundo como a vida é bonita e pode ser pura sem estarmos sempre com coisas más a vaguear-nos na cabeça. beijos nossos

Rit♥Catita disse...

Conheço algumas assim, e não só na blogosfera. Algumas mães têm essa tendência para julgar as outras mães tecendo comentários muito desagradáveis.
Têm necessidade de se sentirem melhor mães que as outras e então conseguem-no ao fazerem com que as outras mães se sintam mal.

Aline Brito Paiva disse...

Por muito que compreende e respeito o que dizes, há uma parte de mim que não deixa de ter medo dos malucos virtuais.
E os a sério, não as mães que adoram julgar e dizer e apontar o dedo.
Eu também dizia antes do meu filho nascer que não ia ser, fazer isto e aquilo. Uma treta, é o que é. Não há nada que nos ensine mais a morrer pela boca do que os senhores nossos filhos.
Por isso, a essas mães é não ligar e nem publicar maus comentários.
Estes blogs, como o teu, existem para nos fazer mais felizes, só.
Mas dos outros maus da fita, confesso que tenho medo. E isso retrai-me a publicar fotos no FB, a fazer babyblogs meus..
Mas é assim mesmo.

Rit♥Catita disse...

Vi o video e está adorável. E muito original.
Eu propria já fiz um mini-filmedo meu Valentim a jogar futebol (com uma garrafa) com apenas 11 meses.
Não vejo nada de mal.
Acho que a maldade só está nos olhos de quem a tem.

Anônimo disse...

E ainda mais: são as mães que se for preciso levam as suas criancinhas aos castings de novelas e publicidade. Então aí já não há mal nenhum??!? Já não há exposição pública?? Já não há pedófilos a observar? Não critico quem leve as suas crianças a castings, obviamente. Fica ao critério dos pais. Agora não venham falar mal dos que publicam os seus querubins em blogs ou o que for.
Beijinhos, Rita

Simplesmente Ana disse...

No caso do video da menina, realmente só mentes muito deturpadas. Eu só vi amor, mas enfim.

Eu concordo que se deve ter muito cuidado com o que se expõe das nossas vidas: moradas, fotos à descarada, locais que frequentamos haitalmente, etc e tal. É lógico. Mas qual é o mal de relatar o primeiro dia de escola de um filho, a primeira palavra, as birras ou até o peso e as medidas? Isso é expor um filho? Como? não percebo. Já li a teoria que, mais tarde, os filhos não vão achar piadinha nenhuma a terem tido, no passado, as suas histórias de infência na internet. Também não percebo essa, mas adiante. É a tal maldade que as pessoas vêem em tudo.

(posto isto: o meu blog é privado porque falo só para a minha filha. Se não o fosse, acho que não seria tão verdadeira nas minhas palavras. Nada tem a ver com não querer expor as suas histórias de bebé.)

Kiki disse...

Ufa! Quando li os artigos antes de te ler a ti, assustei-me! Afinal tens a mesma opinião que eu! :) Eu também expús os meus filhos até uma dada altura. A partir do momento em que o caso Benedita veio à baila assustei-me. Porque afinal, achamos que a pessoa que está do lado de lá é como nós, mas às vezes não é! Comecei a ser abordada na rua! E é assustador uma senhora que não conhecemos de lado nenhum perguntar se o nosso filho está melhor... Mesmo que seja com o maior carinho! Não são só as pessoas que comentam que nos vêem. Há muitos voyeurs que vêem e não dizem nada! E foi por isso que resolvi apagar as fotografias todas do meu blog e começar a postar fotos mais discretas. Porque irrita, que nós façamos as coisas com amor, com carinho... E depois vêm as pessoas que não aguentam ver ninguém feliz, criticar!

Maria de Lurdes disse...

Claro que há que ter cuidado e eu sempre tive esse cuidado e vou continuar a ter, sempre foi o meu modo de estar na blogosfera, mesmo porque acho a sugestão muito mais apelativa e construtiva do que o relato puro. O meu gosto inclina-se para estes cortes, estas meias imagens, alia-se o meu gosto ao que eu considero seguro.

O que me chateia são os abutres que prescrutam as partilhas dos outros à procura da falha, à cata do imperfeito, que não aceitam as coisas pelo que são e queiram ver o que não existe. Considero que isso me ataca mais do que a ameaça perniciosa de tarados da www. É que esse tipo de agoiro também é uma tara, a da busca do mal em tudo e todos...

CV Love disse...

Adorei o teu texto.

A verdade é que a blogesfera tem o lado e bom e o lado mau como tudo na vida, mas eu continuo a quer só olhar para o lado bom na perspectiva de troca de experiências e ideias, com todos os cuidados, salvaguardo a privacidade de cada um.

Mas infelizmente não muita gente que vive mal com a felicidade dos outros... mas vamos ensinar essas pessoas que a felicidade não é um bicho que o primeiro paço é não invejar o próximo mas sim partilhar! =)

Um óptimo dia!

**SOFIA** disse...

estas polémicas dão nervos, cortam a criatividade, cortam a inocência, cortam a magia daquilo que é mais belo. eu, tal como tu, também me sinto castrada, pois tenho um blog bastante visual, inspiram-me as fotografias dos outros e a felicidade que espelham. depois vêm estas pessoas do alto da sua sapiência anónima (porque pelo facto de terem um nome não as faz menos anónimas) e lançam castigos verbais a quem tem uma opção diferente.
não é que me esteja a borrifar, mas cada um tem o seu lugar na internet e se eu ou outro não gostam têm apenas o remédio de fechar as páginas e seguir com a vidinha para a frente.

bom post.

Su disse...

Estou cada vez mais decepcionada com esta realidade... eu sou demasiado simples e não vejo que a grande maioria das mentes que se escondem por detrás de um monitor são bem mais assustadoras do que posso imaginar.

Para além de toda a chatice em receber comentários anónimos de pessoas cruas e azedas... ainda acontecem estas situações completamente disparatadas.

É um facto que a minha alegria acaba por transparecer demasiado para o outro lado, mas vou tomar uma postura completamente diferente daquela que adoptei até agora. Tenho pena de não poder continuar a usar o blog como fiz até hoje, mas se é para o bem da minha família...

Nem sei que te diga ML...

Sara disse...

Concordo a 100%, Maria de Lurdes.
Uma coisa curiosa é que foi preciso começar a frequentar a blogosfera para perceber que há gente mesmo muito má. Desde comentários maldosos a críticas mordazes, já vi de tudo. É chocante a displicência com que se tecem determinados comentários e se deturpam intenções.
Acredito que as mesmas mães que apontam os seus dedos, façam o mesmo aos seus filhos, e até já prevejo os seus futuros "brilhantes" num qualquer consultório de psicologia.

Vera disse...

É a questão do equilíbrio, como referes. É preciso não esquecer que todo e qualquer anormal tem acesso aos nossos conteúdos, mas... pq bloquear aquilo que é tão bonito/amoroso?

Sem ter filhos (e consequentemente sem pensar nesse assunto da perspectiva de uma mãe) , eu concordo plenamente com o que dizes.

Sónia disse...

Muito bem escrito os meus parabéns!!!!
Concordo contigo.

Marta disse...

Há gente muito doente mesmo.
Eu já fui mais inocente nestas coisas, já mostrei mais de mim e dos meus, se não o faço mais actualmente é por isto mesmo, por do outro lado haver quem olha para nós com maldade.
É triste que assim seja, compreendo a indignação daquela mãe (de se nota ter tamanho orgulho nos filhos, bom gosto nas imagens escolhidas, um blog que gosto bastante).
Gostei do teu post. Revoltam-me as comparações feitas no outro blog que referes. Que mãe tão prudente e superior, que sábia... que falta de noção.
Parabéns pela lucidez.

Fi disse...

Gostei do post, mas foi infelizmente por isso q privatizei o blog da Clara. Porque no q eu nao via nada de mal, havia 4 ou 5 abutres (leia-se mãezinhas preocupadas... E desocupadas) q me infernizavam e acabaram por tirar o gozo do blog. E tb me aconteceu o mesmo q à Kiki: no Barrigas de Amor do ano passado fomos brutalmente reconhecidas (eu e a Clara) e assustei-me. Foi tb a 1ª vez q retirei as fotos do blog. Infelizmente há por aí demasiados malucos (ou malucas). Bj

Maria de Lurdes disse...

É verdade, infelizmente há por aí gente muito maluca, podemos imaginar cenas torpes e afinal ainda consegue ser pior... Pessoas que são casos de internamento hospitalar e intervenção judicial, mas que no fundo não valem o que a fazenda pública gastaria com elas. Quanto mais a atenção da caravana. Elas que ladrem.

Melancia disse...

Criei o meu blog quando engravidei, quis partilhar com a familia e amigos que viviam um pouco mais longe, a barriga e as emoções do momento. Depois o Diogo nasceu e, o meu orgulho e alegria eram tantos que me apetecia mostrar ao mundo inteiro como era lindo, como era o meu anjo. Há, sem dúvida aqui um lado exibicionista, mas do melhor que pode haver. Exibir a minha obra prima, o resultado de um amor maior não pode ser senão bom! E depois veio o caso Benedita e assustei-me, porque apesar do blog ter sido feito para amigos e familia já havia um outro "estranho" a comentar! E resolvi privatiza-lo, convidar apenas quem eu queria, não para proteger de pedófilos ou tarados, mas para proteger de mentes sujas e pequeninas! Tenho pena, porque o que eu mais gosto no meio disto tudo é da partilha, da troca de ideias, de dicas e de momentos!
Assustam-me pessoas negativas, que buscam maldade em cada centímetro e, ainda pr cima, alimentam-se dessas suas ideias mesquinhas! Para aquela Mãe preocupada apenas tenho a dizer que o meu filho não pode ficar aborrecido ou envergonhado por um dia mãe dele ter transbordado de amor e orgulho em plena blogosfera!

DSMorais disse...

Concordo com o que dizes.
E realmente não consigo entender onde é que as pessoas vão buscar tanta maldade!
Este meio, é uma forma de aproximação entre as pessoas que têm os mesmos gostos, que têm as mesmas dúvidas, que sentem orgulho pelo que têm e que aqui o exprimem!
E tenho a certeza que um dia mais tarde, a minha filha vai adorar ver e recordar alguns momentos mais marcantes da sua vida...
E realmente depois vejo estes casos e fico a pensar, qual é o interesse nessas pessoas em criticar, dizer mal...? O que ganham com isso?

Enfim...
Beijo
DS

Aline disse...

Admiro-te muito pelas tuas palavras e pela tua força. Há tempos, lia num blog, um post a censurar "as ditas mães" que expunham os seus filhos, tanto em fotografias como nas suas evoluções e conquistas. Por momentos, senti-me culpada e "pequenina". Mas por outro pensava que quem iria proteger o meu filho, seria eu. Que mal haveria nisso? É como dizes, os pedófilos não passam pelos cabos da Internet. Se calhar, essas mães moralistas são mais descuidadas em relação à segurança dos seus filhos, no dia a dia.
Adorei o que escreveste. Pode ser que alguém enfie a carapuça!
Beijinhos

gigi disse...

Essa senhora do blogue "mãepreocupada" deve estar muito mal com a vida... estou pasma com tamanho mau feitio!!
Eu também tenho receios, óbvio, mas não posso viver do medo! Somos livre... CARAMBA e se há mães que se preocupam com os NOSSOS filhos ao ponto de nos criticarem e dizerem o que fazemos mal ou bem, a mim só me dá vontade de as mandar à *E***!!
Odeio gente metida e que só sabe dar palpites!

Um beijinho para ti e para o teu lindo princípe!

Fe Ferreira Velez disse...

Não podia concordar mais! Um grande beijinho

susana disse...

A maldade é como a beleza...Está nos olhos de quem a vê.
Bom dia ; )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...