INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O Primeiro Dia


Hoje foi o primeiro dos primeiros dias da vida do Pedro, o da creche.

No Domingo o meu bebé saltou uma sesta e deitou-se tarde, o que já vai sendo habitual ao fim-de-semana. O que também vinha sendo habitual era a compensação à Segunda-feira, com sestas profundas e longas. É que o meu filho dorme muito e bem, dorme quase doze horas à noite e duas sestas de duas horas cada, de dia. É verdade, é mesmo assim (fatprops, Tracy Hogg!). Com horário e tudo: às 8 acorda e toma o leitinho; às 10, sesta da manhã; lá pelo meio-dia acorda e almoça; às 14, sesta da tarde; pelas 16, acorda e lancha; às vezes ainda dormia uma sestinha de quase uma hora entre as 18 e 19; depois das 19, segue-se o banho, jantar e entre as 20:30, 21, caminha até o dia seguinte.
Mas hoje não houve sesta da manhã, porque era o primeiro dia de creche e lá, o horário é completamente diferente: acordados toda a manhã, almoço às 11, sesta longa a partir do meio-dia, lanche às 16. Que volta radical no horário do Pedro. O meu coração ficou apertado, o que ia ser das sestas tão boas do meu filho? Sempre que vejo o meu filho dormir penso nos seus pequenos neurónios a fazer milhares de ligações, no seu corpinho a crescer, nele a carregar baterias para a sua boa disposição. Eu sou a guardiã do sono do meu filho, defendo o seu direito ao descanso com unhas e dentes e fui deixá-lo na creche, a malvada que lhe vai virar a vida do avesso... Estava desolada. Mas ele tem de conviver com outros meninos, tem de ver coisas novas, tem de aprender e brincar e todas essas coisas que lhe fazem falta e que a nossa casa e a minha disponibilidade profissional já não permitiam. Creche será.

E lá fomos. Ele a observar tudo, muito curioso mas reservado. Ainda assim, não estranhou as educadoras e abraçou-se a elas, simpático, que o levaram para junto dos outros meninos, apenas seis. Tudo coisas boas. Mas eu só pensava no raio da sesta, cuja hora já estava próxima e cuja vinda já via nos olhitos dele. E chorei, feita parva, pedindo encarecidamente à educadora que o levasse para o bercinho dos bebés ao mínimo sinal de cansaço. Que sim, que não me preocupasse, que o iam fazer, que cada menino marca o ritmo e que estariam atentas aos seus sinais.
E lá o deixei, para voltar às onze, sendo o primeiro dia, não almoçaria, vinha mais cedo para casa.
Às onze, lá estava eu, expectante e ansiosa para saber como tinha corrido a manhã, mentalizada para encontrá-lo exausto e sem saber bem que lhe fazer ao chegarmos a casa - deitá-lo?, mantê-lo acordado? - dar-lhe o almoço e deitá-lo? Ele surgiu vindo de refeitório, todo contente, no colo da auxiliar, fiquei tão descansada por vê-lo assim! A educadora disse que o deitaram no catre, que o levaram para o bercinho na sala dos pequeninos, mas ele não queria saber da sesta para nada! Queria era brincar, levar tudo à boca, de vez em quando ficava mais perdido e pedia o abraço da auxiliar para dar ânimo, mas esteve estupendo. Que alívio, que aperto. Acabei por voltar sozinha, ele ficou a almoçar e segue para a sesta, vamos arriscar já hoje o dia todo.
Aqui estou, almoçando sozinha, torcendo para que o meu bebé esteja neste momento a entrar na segunda hora de sono. Torcendo. Esperando que este seja o primeiro dia de uma experiência maravilhosa, que ele goste da creche, das educadoras, dos coleguinhas, que se ajudem, que cresçam, que sejam amigos, que aprendam uns com os outros a passar bons momentos. Espero.
Depois das 16 vou poder abraçar o meu bebé e perguntar-lhe se gostou do primeiro dia da escolinha. Faltam duas horas.

10 comentários:

sof* disse...

pois que não é so o pequeno pedro que se vai adaptar, tu também... e vão ambos tirar proveito das coisas boas. coisas menos boas há sempre, that's life....

Anônimo disse...

O primeiro dia do meu também foi optimo, o pior foram os restantes (isto tudo na semana passada) e só fica em part-time. Vamos evr como correu hoje...

Marta disse...

Parece estar tudo a correr lindamente! Espero que a esta hora já tenhas matado as saudades todas e que tenha corrido tudo bem.
Beijinhos

Maria de Lurdes disse...

O primeiro dia correu mesmo bem, fiquei super contente e aliviada. Comeu bem o almoço, dormiu duas horas e meia de sesta e lanchou bem. Estava super contente quando fui buscá-lo, só queria saltar entre o meu colo e o da educadora, sempre a rir, um mel.
Agora dorme uma sesta de fim de tarde, coitado, está estoirado.

Só espero que os próximos dias sejam assim, sei que corro o grande risco de lhe passar o entusiasmo e a coisa resvalar...

Su disse...

Maria de Lurdes queria pedir-te uma dica quanto aos horários do Pedro. Eu quero começar a deitar mais cedo o Salvador, mas como ele janta por volta das 20h00 acaba sempre por só querer tomar o leitinho por volta das 22h antes de dormir... Não sei mesmo como fazer.
Se puderes, agradecia-te a ajuda.

Um beijinho, Su

MarianaS disse...

Lembra-te do que te disse, os pirralhos têm uma capacidade de adaptação do outro mundo!! Ele vai compensar as horas de sono a menos em casa e ao fim de semana, com a vossa ajuda.
Além disso, não esqueças tb que ele dorme bastante em casa porque lá não há grandes novidades, ao contrário da movida da escolinha...
Claro que vai haver dias melhores que outros e, principalmente, aqueles em que ele vai ficar doente - esses sim, vão ser mais complicados, para ele e especialmente para ti.
Thumbs up!

Maria de Lurdes disse...

Su, pelo que contas no teu blog o Salvador também é um bom dorminhoco, o que é óptimo, parabéns!

O Pedro também janta muitas vezes por volta das 8, apesar de tentarmos sempre que seja mais para as 19:30, mas muitas vezes atrasamo-nos no banho e falta pouco para as 20:00. Acontece que o Pedro não toma leitinho antes de ir dormir, o jantar é a sua última refeição. Desde que deixou de acordar às 00:00 para mamar que nunca mais tomou leitinho à noite, só jantar e meia hora depois, 45min, caminha. Talvez se acordares o Salvador mais cedo e mantiveres a duração das sestas controladas (para que não compense nas sestas, mas sim na noite), ele esteja com mais soninho a seguir ao jantar, o qual poderia ser mais cedo porque o dia teria começado mais cedo também. O leitinho é que ficava por dar, pelo que te aconselho a perguntar ao pediatra do Salvador para confirmar que essa refeição já não lhe faz falta (o Salvador parece um rapagão cheio de energia, se comer bem, acho que já não precisa do leitinho, pelo menos ao Pedro não faz falta...)
Su, estou longíssimo de perceber disto mais do que aquilo que sei para tratar do Pedro, mas se eu quisesse que ele se deitasse mais cedo, a minha estratégia começava a desenhar-se logo pela manhã, o dia começava mais cedo, tudo se antecipava meia hora, por exemplo, e uns dias depois mais meia hora e assim por diante até ele se adaptar ao horário ideal. Como o Salvador dorme bem, penso que vais ter sucesso, seja qual for a estratégia que sigas, boa sorte!
Beijinhos

Su disse...

Muito obrigada pelas dicas Maria de Lurdes... acho que vou conseguir :) vamos ver como se vai adaptar o Salvador.
Eu vou falar com o pediatra em relação ao leitinho antes de deitar e assim será mais fácil com certeza.

Beijinhos e mais uma vez obrigada, Su.

ballon blanc disse...

:).. que bom que a experiencia correu bem. Estou nessa fase com a minha menina que acabou de fazer 1 ano e hoje foi a sua primeira experiencia na creche, mas comigo ao lado durante os primeiros dias para a transicao ser menos radical. Ela adorou e so queria brincadeira. Estou com um aperto quando a for deixar o dia todo sem mim... Tambem me assusta as sestas pois ela tem os seus truques para adormecer.
Mas a vida eh mesmo assim.
:)

batata-frita-mãe disse...

A partir de agora é sempre a somar, vão ver.
Eu, depois de apenas 1 semana de creche, noto grandes mudanças positivas: mais sociável e independente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...