INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

terça-feira, 8 de maio de 2012

Ainda do dia de ontem



Muito obrigada pela vossa partilha, foi bom saber do vosso lado, saber que isto toca a todas e que no fundo, é normal, faz parte do crescimento deles e da educação nossa.

Eu sei que meia hora por causa do comando atirado ao chão pode parecer demasiado tempo e dar demasiada importância, ou que ele parece ser demasiado novo para estas batalhas, mas teve de ser...

Se ele tivesse dado logo o comando, ou se não tivesse ligado nenhuma, teria sido apenas mais um fogacho, o problema é que ele atirou e voltou a atirar e quando se aproximou uma vez, pisou-o (outro grande NÃO) e depois começou o teatro. Não podíamos ceder, já estávamos num ponto de não retorno. Não podíamos perder a face, nem deixar passar, faria muito mal a ambos se assim fosse.
Além disso o episódio até calhou bem, porque estávamos pai e mãe, não estávamos com pressa e não queremos deixar passar um episódio, porque sabemos que da próxima seria pior.
Ontem foi mesmo partir pedra, foi uma cena de compêndio, o Pedro fez tudo o que era esperado e jogou todas as suas cartadas e nós fizemos tudo o que era suposto: ordem simples e constante (pegar o comando e dar à mãe), falar calmo mas firme, pusemo-nos ao nível dele, deixamos bem claro que não saíamos dali sem o comando apanhado e dado, demos-lhe a luz ao fundo do túnel ("Depois de dares o comando à mãe vamos jogar à bola"), não cedemos a abraços e encostos, não o deixámos fugir. O ganapo é tão teimoso que se distraía e nos queria distrair com alguma coisa, mas mal voltávamos  à vaca fria, chorava de desespero.

E nós bem víamos ele a espreitar por entre o choro, ele a olhar bem nos nossos olhos, a procurar uma saída, uma quebra. E nós com a cara mais calma do mundo (mas a bufar por dentro), impassíveis "Não chora, apanha o comando e dá à mãe".

Foi um filme. Depois de dado o comando (com a manobra do pai a segurar no Pedro a segurar no comando e ele aos berros, mas deu!), lá se acalmou, deu uns pontapés na bola e adormeceu imediatamente.

Hoje de manhã voltou a acordar anjinho barroco e fácil fácil.
O pior é o fim da tarde/jantar. É essa a hora do porra louca.
Maravilhas da Maternidade!

10 comentários:

Magui disse...

Eu ainda não cheguei a esta fase mas na ultima consulta o meu pediatra explicou-me isto (ele é especialista em aconselhamento aso pais)! Disse-me que agora estou na 1ª fase de definição de personalidade que é dos 9-12 meses e que consiste em saber quem ele é e quem são as pessoas do seu mundo! A seguinte é dos 17-24M que é da afirmação em que é NÃO para tudo e tentam sempre levar a melhor e a ultima fase é aos 6/7 anos com a fase das colecções... Ele disse-me ainda que todas estas fases são muito exigentes para os pais e sempre acompanhadas de uma falsa perda de apetite! Pela teu post parece que o meu pediatra tem mesmo razão :D... É ter paciência :D!

raquel disse...

Vou transcrever um excerto retirado do livro "O livro da criança" do Dr. Mário Cordeiro (pagina 39) que acho que pode ajudar a compreender o que o Pedro fez:
"E por muito que maçasse os pais verem os seus livros e CD's espalhados, havendo obviamente necessidade de ralhar e estabelecer limites, o que este episódio provava é que o filho já tinha desenvolvido duas coisas muito importantes, devido ao esforço que eles, pais, vinham fazendo na sua educação: o sentido ético, que o fazia já diferenciar o bem do mal, ou a atitude certa da atitude errada, e a via do charme e sedução (e também da manipulação) para os aprisionar e agarrar por mais uns minutos. Depois, consciente do seu feito, e já com grande domínio da marcha, escapulia gozando a cena."
:-)
Beijinhos

macaca grava por cima disse...

não sei como mas parece que entraste lá em casa e estás a descrever o meu M. de 17 meses... ontem eu e o pai tivemos precisamente a mesma cena... (com muita vontade de rir à mistura, bem disfarçada claro!!!) Mas nem sempre a vontade é de rir... A hora do jantar é o pico da loucura é... mas de resto o meu tb é um anjinho

Maria de Lurdes disse...

É verdade, ele tem bem consciência de tudo, ele sabia exactamente o que estava a acontecer e o que ele não queria nem por nada fazer...

Martinha disse...

OMG! Sabes quem acordou ontem às 0h10 fresca que nem um pequeno repolho? Guess! Ah pois é! E dançou, e fez a galinha, e disse que que peixinho "táqui" e comeu uma bolacha torrada. Eu e o pai já nos babávamos no sofá exaustos, qdo decidimos ir deitá-la. Guess II , meia hora a gritar!!!GRITAR!!!

Sónia disse...

fizeram bem, eles tem de saber que tem limites e que não os podem passar sem consequências. Custa mas tem de ser!
Beijinhos

Simplesmente Ana disse...

Acho que fizeste muito bem. A minha, com 2 anos e meio, começou tarde mas chegou lá. Ainda ontem deitou água do banho para o chão, de propósito. Como castigo, tirei-a logo da banheira. Nem tugiu nem mugiu, pois soube o que fez, mas depois chamou-me e atirou um bocado do leite para o chão. Fez de propósito para se vingar. Sinceramente, fiquei sem saber o que fazer...para além do ralhete.

MarianaS disse...

Mais uma semanita e o puto habitua-se à casa e à falta da sesta de fim de tarde...
Porra louca, adorei! :)

Elix disse...

Estive a ler os posts... e fiquei a pensar "ai o que me espera"... A minha piolha com 1 ano e pouco já faz coisas que me fazem passar, nem quero pensar nessa fase... é muito complicado, mas temos que ter pulso forte e acho que vocês fizeram lindamente!!!

Miss Perfect disse...

Ontem tive uma situação dessas. Mas por causa de um chupa-chupa. Foram 15 minutos para ela perceber que só teria o chupa depois de comer uma banana (a fruta do jantar)... Houve gritos, choro, bateu nela própria, atirou a banana ao chão várias vezes...
Mas consegui (não sem lavar a banana umas 4 vezes)! Custou muito. Mas no final senti que tinha feito o correcto, por ela e por mim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...