INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

sexta-feira, 27 de abril de 2012

As maravilhas da Maternidade



Ontem foram assim... Por pouco!!
Por pouco não voava Pedro, compras, computador, tudo pela janela!

O Pedro anda tão "tropeceiro" que até recado da educadora trouxe. Lá viemos a tropeçar, a olhar para o lado, a distrair-se com tudo, a não querer dar a mão, a não querer vestir o casaco, a não querer vir para o colo, a não querer sentar na cadeira.

Não contente, levei-o ao supermercado, para umas compras rápidas. Rápidas, mas não instantâneas, num carrinho sem assento. Ora, não estava bem no carrinho, quase virava do carrinho, pisava a fruta toda, tentava atirar com as embalagens borda fora. Pu-lo no chão. Fez-se às prateleiras, a querer agarrar tudo e atirar tudo para o chão. Tanto tentou atirar coisas para o chão que acabou por atirar a si próprio, bateu com o lábio no carro, começou a sangria. Chora chora chora, as meninas do super à volta dele, pobre bebé e eu a fumegar. E ele sangrava e chorava. Muito consolo e um lenço depois, estavam as compras feitas. Compras e carteira numa mão, Pedro e compras na outra, lá voltámos ao carro e a casa.

E estacionamento à porta de casa? Com a queima das fitas cá da terrinha (nem sei como se chama... Enterro?) era o querias! Às voltas e voltas em busca de um mísero lugar, lá consegui, mas a uns penosos 100 metros de casa. De maneira que fizemos alegremente a pé esses 100 metros. Eu, o Pedro, os sacos das compras, a carteira e a mala do computador.
Foi M A R A V I L H O S O
O Pedro a andar em zig zag, sempre distraído, a dar dois passos à frente e um para trás, a apontar cada carro que passava - Pópó - no meio da rua estatelado, a cair, a levantar. Eu entretanto peguei-o ao colo pela cintura para a recta final e lá viemos, parecia sei lá o quê. E lá chegámos, o Pedro muito contente, eu mais morta que viva.
Chegámos. Agora só falta dar-lhe banho, vestí-lo, preparar o jantar, dar-lho e esperar pelo marido.
Nem vale a pena continuar, pois não? Já chega... Que falta me fazem os braços fortes e viris do meu marido!

Ontem ia mesmo tudo pela janela.
Estiveram para lá de maravilhosas estas maravilhas da maternidade.

11 comentários:

**SOFIA** disse...

ai meus amigos!!!!
lamento informar-te mas ele aproxima-se rapidamente dos dois anos, if you know what i mean...

macaca grava por cima disse...

... da-se!!! ;-)

Kiki disse...

hahahahah Beijo solidário!
Revi-me em cada palavra! A juntar ao Pedro cá de casa, ainda há uma mana mais velha com a mania que é surda quando convém e que já é muito crescida para fazer tudo sozinha, mas arranja sempre maneira de fazer uma birra porque quer colo precisamente quando estou com "o Pedro, os sacos das compras, a carteira e a mala do computador" ao colo! :P

Somos umas super-mulheres é o que é! :D

Maria disse...

Há dias assim... : / só para animar: imagina dois!! : ) Bjks

eme de mãe disse...

medo! :|

vera disse...

o que me ri... acabou de descrever alguns dos meus dias :)

Maria de Lurdes disse...

Pois é, é por estas e só estas que um segundo filho não consta para já do horizonte, perco a coragem... a paciência é uma virtude que a mim não me assiste...

Sweet me. disse...

Credoooo o teu Pedro e a minha Dona Maria Noni faziam uma dupla pior que pólvora+fósforo. Por aqui tb temos tesourinhos desses, é o "hoje acordei para te #$%&* o juízo" (desculpa o meu francês) . Beijoca

Marju Alves disse...

O problema é chamar-se PEDRO. Também tenho um... já com 14 anos e digo-te que NÃO vai melhorar.
Beijinhos e muita paciência...

Elix disse...

Ai que eu agora até me assustei com o "agora é sempre a piorar"... se no meu caso com 1 ano e pouco é o que é, nem quero pensar!!!

Su disse...

Pois... já vi algumas coisas semelhantes, em tempo real e a cores!!!

A sorte é que a cena é temporária e espaçada, ehehehhe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...