INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O efeito mano

Não sei se tudo estará ligado, mas pelo menos alguns dos comportamentos últimos do Pedro estarão de certeza.

Ele anda super competitivo, está sempre em prova! Ele quer ganhar a comer os cereais, a chegar ao carro, a jogar à bola, a correr, a comer. E se lhe parecer que vão à sua frente fica frustradíssimo, choraminga, diz que os outros não podem ganhar, que ele é quem ganha. E não sei onde ele foi buscar tanto espírito competitivo, a nós não foi, que nunca andámos à compita com ele...

Por outro lado, e talvez relacionado, tudo é comparável entre os crescidos e os bebés. Está constantemente a dizer que os bebés fazem isto e não fazem aquilo e que isto ou aquilo é só para os crescidos. Sempre por oposição. Sendo que ele é O mais crescido de todos, até mais que o pai e a mãe! Neste comportamente talvez já tenhamos um envolvimento maior, porque eu estou sempre a dizer-lhe o quanto os bebés são frágeis e pequeninos, e que precisam da nossa atenção e cuidado, para o preparar para o que aí vem. Bem, a cassete entrou, não há dúvidas, até demais!

Este segundo comportamento só pode ser por causa do irmão, o primeiro será ou não...



E por falar em comportamentos e maninhos, no seguimento deste post, uma coisa que não ficou referida e que eu acho super importante para a boa aceitação do maninho pelo Pedro: o facto de ele (já) ter a rotina da noite (quase) toda por conta do pai. O pai sempre lhe deu banho e participou na rotina da noite do Pedro, mas realmente, de há uns meses para cá, é ao pai que cabe, em primeira linha, dar banho, supervisionar o jantar enquanto não nos sentamos todos, cowboyada final de casa-de-banho e cama. Eu ando nessa altura a tratar da produção executiva, dos bastidores (escolha da roupa para o dia seguinte, toalhas, pijama, jantar, brinquedos, essas coisas), e ajudo o pai, dou beijinhos e tal, mas a tarefa principal é dele. Acho que isso vai fazer a sua diferença quando eu tiver de "desaparecer" com o maninho e não puder estar presente ou tão presente na rotina de noite, porque nada vai ser alterado aos olhos do Pedro, que seja perceptível por ele. Já era o pai quem dava banho, quem mandava comer a sopa, quem levava a fazer chichi, quem deitava, nesse aspecto nada mudará. A mudança certamente será atenuada. Haverá SEMPRE uma revolução, nada será como dantes, mas ao menos o comandante da rotina mantém-se o mesmo e fico contente que já assim seja meses antes de sequer o Baby Miguel nascer. 


AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

3 comentários:

alice disse...

sim, nada será como dantes, há todo um novo mundo para descobrir!
vai correr tudo bem, os ciúmes virão (o contrário não seria saudável), mas vão crescer juntos e a aprender a amar-se!

tenho essa experiência com os meus 2 filhos (6 e 2 anos); o mais velho é super protetor do irmão, dá-lhe conselhos, defende-o. uma delícia :)

beijinhos e que tudo corra bem!

Sentada na ponta da lua disse...

Tenho em casa um pimpolho de 3 anos, e não vem nenhum mano a caminho, que é exactamente a mesma coisa. Sempre em competição e com a mania que é o grande! Até costuma dizer que é o meu irmão mais velho! [lol]...

Beijos e que tudo corra bem com a chegada do bebé!

sofia costa disse...

A coisa da competição normalmente vem da escola. As professoras incentivam um bocadinho por aí para os mais lentos a comer se despacharem, etc... eu faço muito isso com a minha filha porque ela é de uma lentidão inacreditável e já me apercebi que na escola também é assim "hoje fui eu que ganhei a comer a sopa!" "hoje eu fui a primeira a ir para o recreio..." :)
Quanto ao querer ganhar tudo, é normalissimo, são todos assim... nessa altura começamos, eu e o pai, a deixar de a deixar ganhar, no dominó, nos jogos da wii, etc. Ela ficava furiosa mas rapidamente aprendeu que umas vezes perde, outras ganha, é a vida! Faz-me muita confusão ver miúdos de 8, 9 10 anos, como tenho visto, a ficarem furiosos, fazerem birras de se atirar para o chão porque não ganharam... tenho amigos com filhos dessas idades que ainda os deixam ganhar em tudo.... insuportável!

Na preparação para o mano, fiz exatamente o mesmo e correu muito bem... a Alice só se deitava comigo, era eu que lia a história, ela eu que tratava dos preparativos todos antes da hora de dormir... pouco tempo depois de ter engravidado começou o pai a entrar nesse campo, aos poucos, até que muito antes do bebé Vasco nascer, ela já estava habituadissima! Por isso, nesse campo correu tudo bem! :)

Está quase!
Aproveita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...