INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Tão amigas que elas poderiam ser...

A Fundamentalista da Mama: Não percebo como é que uma mãe não dá incondicionalmente de mamar a um filho. Eu cá vou amamentar o meu rico filhinho até ele ter 13 anos e preferir mamar umas cervejas às três da manhã do que o néctar divino que me sai das mamas. Eu já tive praí umas 500 mastites, mas cá estou resistente, porque dar de mamar é a coisa melhor do mundo para mim e para o meu filho. Deus me livre e guarde de não me sair pelas mamas o peso ganho na gravidez, é certinho. E quando eu lhe dou de mamar, cria-se um laço tão forte, tão forte entre nós, que quem vê de fora pode pensar que ele está a fazer da mama chupeta, mas não, é o miminho da hora de mamar, ÚNICO! Quem não dá de mamar nunca sentirá esse laço único que se cria entre mãe e filho na hora em que ele está acoplado à mama a mamar como um bezerrinho, é nesse momento que se cria o amor entre nós. Eu sinto-o e ele também, é uma questão de cheiro, pois. Apenas eu e o meu filho, ninguém mais se pode intrometer, ele depende de mim para tudo. Assim que o meu filho se aproxima e me diz "mamã, quero mama" (sim, porque ele já fala muito bem, não é por ter dois anos, é porque o meu leitinho lhe deu todos os nutrientes para ser um sobredotado), eu saco imediatamente da mama cá para fora, esteja onde e com quem estiver, eu não quero saber, é o meu corpo e é o meu filho, a minha missão é dar-lhe de mamar. Eu sou assim, uma super mãe. VOCÊS AÍ DO FUNDO QUE ESTÃO A CUIDAR DA VOSSA VIDA! SIM, VOCÊS AÍ! VÃO DAR DE MAMAR, NÃO VÃO? COMO ASSIM, TÊM DEZOITO ANOS, AINDA NÃO PENSARAM NISSO?! VÃO TER QUE DAR DE MAMAR, OUVIRAM!? TAL COMO EU DOU, QUEREM VER?! Quem não dá de mamar é egoísta e só pensa nas suas mamas, não no seu filho. E ninguém me diga que se calhar já chega de dar de mamar ou de falar nisso, porque é o melhor para mim e para o meu filho!

A Arrivista da Mama Livre: Não percebo como é que uma mãe dá incondicionalmente de mamar a um filho. As minhas mamas são minhas e eu dou-as a quem eu quiser, e eu não quero dá-las ao meu filho, ouviram bem?! Nem sequer quis tentar, à minha volta era só histórias de mastites, e mamas lancetadas, e bebés a não pegar bem na mama, e mamas descaídas, eu fiquei muito impressionada e eu não quero de mamar e pronto. Deus me livre e guarde de umas mamas descaídas depois da amamentação, comigo não... Quem diz que o leite materno é o melhor para o bebé não viu como o meu filhinho está a crescer forte e saudável, parece um texugo e só tem três meses! Dou-lhe biberões enooormes de leite, é uma satisfação vê-lo a emborcar aquilo tudo, a treinar para as imperiais. Por não dar de mamar eu consigo andar a cavalo, nadar, correr, como se eu estivesse a usar tampões! É uma liberdade tão grande não dar de mamar, é muito mais prático andar com biberões, tetinas, pó, fórmula medida, termos, o diabo atrás de mim para onde quer que eu vá, super libertador. E o dinheiro que se gasta com esta parafernália toda? A minha carteira anda tão leve quanto eu. Ser o pai a dar o biberão, também é super libertador. Porque os dois bracinhos dele não servem para dar o banho, trocar fraldas, embalar, vestir, empurrar o carrinho, não, apenas servem para dar um biberão de vez em quando, porque é super libertador. Bom, na verdade, eu acabo por fazer tudo na mesma, incluindo dar o biberão, eu sou assim, uma super mãe. VOCÊS AÍ DO FUNDO QUE ESTÃO A CUIDAR DA VOSSA VIDA! SIM, VOCÊS AÍ! ESTÃO A VER BEM AS MINHAS MAMAS?! ESTÃO ATENTOS?! POIS ELAS SÃO MINHAS E EU NÃO VOU DAR DE MAMAR A NINGUÉM!! Quem dá de mamar é obcecada e centra a sua vida nas suas mamas, não no seu filho. E ninguém me diga que se calhar já chega de estar sempre a puxar o assunto e a falar nisso, porque é o melhor para mim e para o meu filho!

Não são ambas um pouco neuróticas, um pouco histriónicas? Por favor, não me cansem.
Era fechá-las a todas numa sala (Sala? Estádio de futebol!) e deixá-las a trocar cromos sobre maternidade. Aposto que saíam de lá amigas.

AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

20 comentários:

Simplesmente Ana disse...

Excelente. Sem úvida que no meio é que está a virtude.

Eu não sei de mamar porque o meu leite não subiu. Mistério... Fiquei triste, sim, sobretudo porque tinha as história das primeiras fundamentalistas metidas na cabeça. Pois bem: afinal eu e a minha filhe sempre tivemos um relação forte e especial e ela nunca teve mais nada para além de constipações.

Cindy disse...

Seguramente que no meio é que está a virtude. Dei de mamar até aos 15 meses, fizemos agora o desmame. Eu já achava que estava na altura, ela deixou de dar grande importância. Foi sereno e na altura certa. Mesmo assim, já "levei" com bocas das duas fações: "Porque não vais dar mais mama?" e "Ainda mama?". Para ambas a mesma resposta: cada um sabe de si.

xoxo
cindy

Sofia Loves disse...

É, não há pachorra!

Pipita de Chocolate disse...

Bravo, adorei!

Acho que amamentar é algo instintivo e natura, não precisam de vir com teorias e com fundamentalismos. Mas confesso que me dá vontade de rir aquelas que dizem Ah e tal eu dei de mamar 3 dias, já fiz a minha parte... please, give me a break! Aja coerência!

Beijinhos

Rita disse...

G-E-N-I-A-L

Sónia disse...

ahahahahaha fartei-me de rir :) Adorei adorei adorei!!!
Existem mães super paranoicas, o extremo seja do que for é sempre mau.
Beijinhos

Pipita de Chocolate disse...

Haja!!! Que lapso... escrever no telemóvel dá nisto! ;)

Anônimo disse...


Concordo muito com esta crónica do Público http://lifestyle.publico.pt/artigos/324603_as-maes-nao-se-medem-as-mamadas. E como diz a sua autora "mamem e deixem mamar" e cada um se meta na sua vida
Ana

Anônimo disse...

Magnífico post.O que me faz "espécie" é esta necessidade de tanta justificação em relação ao processo ou não de amamentação. T.

Marta Matos disse...

Muito bom! Obrigada... já não há paciência!

Marta Matos disse...

Muito Obrigada!

s_algadinha disse...

Ora nem mais! :)

Exatamente como nesta crónica:
http://lifestyle.publico.pt/artigos/324603_as-maes-nao-se-medem-as-mamadas

Madalena disse...

ahahhah achei lindo este texto!

Bailarina disse...

mamem e deixam mamar!!
adorei o texto!

Anônimo disse...

lol

Um bocado caricaturado :)
Cada mulher tem o seu próprio processo de maternidade, não concordo que se critique não que não pode ou não quer amamentar, mas também detestei passar o tempo todo a ser posta em causa e com as perguntas de treta como se o leite é bom e se não estava já na hora delas largarem.

Acima de tudo a mulher deve ser livre de escolher, e a escolha deve ser informada

S. disse...

Ahahah, o que eu me ri. E quem diz fundamentalista/arrivista da mama, diz fundamentalista/arrivista do parto normal/cesariana. Era pôr todo o mundo na casa do Big Brother.

Mum's the boss disse...

ora aí está: fechá-las bem fechadas a ver no que dá - de certeza que saem ou vivas ou a meio termo!

adorei este post!

Cláudia Cruz Catarino disse...

Maravilha! É isto e tão somente isto... Está tudo dito...

sofia costa disse...

Já está tudo dito por aqui.... Não há paxorra para fundamentalismos seja de ordem forem!!!
Eu dei de mamar aos meus dois filhos, ambos os 6 meses em exclusivo. Foi uma opção minha! De mais ninguém... informei-me e decidi e tudo o resto (a natureza) ajudou! À primeira dei 7 meses ao segundo 13 meses!!!! Ambos largaram de forma natural, fui tirando quando me apeteceu e achei que já chegava! Da primeira vez por falta de experiência também do segundo porque achei que tinha chegado a hora, para mim!
O corpo é nosso, o filho também! Eu nunca liguei a bocas...

cris disse...

Muito bom! Estes textos refletem exactamente a intolerância humana relativamente às opções dos outros.Palmas!!!Bjinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...