INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Os despojos do dia

Dormimos mal. Um misto de calor, cansaço, mal estar. Não foi por causa da derrota, já não é qualquer coisa tão fora do nosso alcance que nos tira o sono, mas seguramente não nos ajudou a deitarmo-nos leves, alegres e satisfeitos.
Fica sempre uma sensação de abandono, de desalento. A selecção somos todos nós, mas eles são eles e nós somos nós. Portugal se une para uma luta comum, mas não é o nosso dia que está em jogo, a nossa vida que se desenrola em campo, o nosso futuro que se traça naquelas linhas. O dia é deles e os nossos dias continuam. Ficamos entusiasmados, torcemos, vibramos (que diabo, até eu partilhei o melhor sorriso que a selecção me conseguiu tirar!), mas no fim, com o que ficamos? Um grande orgulho, uma vitória estrondosa? Confetis e champagne? Uma amarga derrota, o arrumar das botas? Bares vazios e copos pelo chão? O que resta ao perdedor? Lamber as feridas, chorar, pensar no que podia ter feito, no que os outros fizeram? E o que resta ao vencedor? Festejar muito, erguer uma taça? Desfilar nas avenidas e ser recebido em apoteose? Depois da derrota é o nada. Mas depois da vitória é o nada também.O que se faz com uma taça? O que representa ela verdadeiramente? Que tivemos uma sorte do caraças nos penaltis? Que os outros não conseguiram marcar, ou jogar melhor do que nós? É que um campeonato de futebol resume-se a isso, a ganhar e perder, jogando futebol. Nada mais.

E ontem, no entanto, aficionados e desligados, conhecedores e despistados, todos perderam com a nossa selecção, ninguém ficou contente. Ninguém ficou indiferente. É uma depressão.

Nem o miúdo se safou e nos safou. Delirou com a noitada, lá para o fim da noite gritou golo que se fartou, deitou-se tarde e cansado.
E hoje de manhã acordou tão deprimido como nós. Chorou, nada o consolou, nada queria fazer. Nós não sabíamos o que ele tinha ou queria, porque nem ele o sabia, estava perdido no seu desconsolo.
Puto, como eu te compreendo.

6 comentários:

sof* disse...

nós vimos, mas realmente já não é nada que nos faça estar sempre em pulgas durante as horas que antecedem o jogo. ai euro 2004 que diferença!!!!

ela gosta imenso de ver o jogo, sobretudo a primeia meia-hora, mas depois ficamos só nós que ela entretanto pede para ir para a cama :)))

perdemos, tivemos menos sorte que os hermanos, olha é a vidinha. hoje estamos na mesma que ontem.

Anônimo disse...

Falando em vidinha, desculpem, mas que se lixe o futebol. Grave é uma medida destas, mais um retrocesso: http://economia.publico.pt/Noticia/subsidios-de-natal-e-ferias-deixam-de-contar-para-apoios-a-maternidade-1552377
Outra Mãe

Maria de Lurdes disse...

Toda a razão. Que o fim do Euro nos acorde para a nossa vida e os nossos problemas, que são bem reais!

**SOFIA** disse...

também li a noticia do público e é realmente de bradar aos céus. só ao bofetão!

Tica disse...

eu já imaginava mais esta medida... porque como cortaram à FP, levam os outros por arrasto... este país é sempre a nivelar por baixo...

Vecas disse...

Eu acreditei até ao ultimo minuto! beijinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...