INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Cry baby



O Pedro sempre foi um bebé muito bem disposto, que vai para todos os colos, que se mete com todas as pessoas, aventureiro, mesmo quando tem medo de algo a curiosidade fala mais alto e sempre foi muito confiante.
No colégio sempre correu tudo muito bem, adora as educadoras, os colegas, todo o staff e as actividades.
O facto de ter começado a ir para a creche com um ano de idade seguramente ajudou, porque ele não se ralava com nada, desde que houvesse carinho e diversão, ele ia com alegria.
Mas claro que há alguns meses começou a ficar mais consciente de quem o rodeia e a reagir de forma diferente às pessoas. Nós já sabemos como é: ele adora mulheres, tem receio de pessoas muito velhinhas (não vai para o colo da bisavó mais velhinha por nada, é uma pena...) e tem cada vez mais desconfiança de homens, se tiverem barba então, não descola de nós... Mas acho que tudo isso é natural, até ficámos descansados com essa evolução, mal seria se ele não desconfiasse de pessoas que mal conhece...

Mas há outra fase perfeitamente natural que também está a chegar e que nos vai atingir em força no final deste Verão... o não querer ir para a escola.
De há uns tempos para cá, de vez em quando o Pedro faz fita para ficar no colégio.
Sai de casa muito contente, chega lá bem disposto, senta-se no chão pelo caminho da sala, chega à sala agarrado às pernas e fica com a educadora em prantos. É uma fita. E a cada passo eu vejo a minha vida a andar para trás e ele a ficar cada vez mais aflito. Claro que as educadoras garantem que passa logo e acredito que sim, mas custa dizer adeus e vir embora com ele a chorar...
E a verdade é que esses episódios estão a ser cada vez mais frequentes.
Faz parte dos "terríveis dois", não é?
Malvados dois.
Apesar de o colégio estar aberto todo o ano, ainda assim o Pedro vai passar mais de três semanas longe do colégio. Entre a nossa casa, as férias, os avós, vão ser muitos dias sem ir à escola...
Até tremo! Quando ele voltar vamos ter um drama de faca e alguidar todos os dias. Todos os dias.
A educadora vai ser a mesma (e nós adoramo-la!), os coleguinhas também. Mas eu sinto na minha garganta (a minha garganta tem dotes sibilinos, fica seca e apertada quando adivinha que as coisas vão correr de lado) que isso não vai interessar nada e que vai ser O drama.

Vamos curtir muito as férias, mas pelo sim pelo não, vou já pôr o capacete de lado.
O caminho vai estar cheio de buracos e eu vou cair em todos eles!

7 comentários:

**SOFIA** disse...

pois é bem provável que ja comecem a sentir os efeitos colaterais do avanço da idade do rapaz... é que para além das birras, vem a energia em triplo!!! eles só querem correr, fazem muita resistência ao vestir e tudo é um mega-drama-desafio!!!

Começa a comer muitas calorias!

Elix disse...

Nem quero pensar quando começar a minha vez.... a minha piolha está felizemente com a avó, penso pô-la no colégio para o ano quando ela tiver 2 anos e meio... ai o que me espera!!!!
Enquanto não chega a minha vez, de fora (quando é mais fácil falar), a unica coisa que digo é para teres muita calma que vai passar num instante...
bjs*

MissBlueEyes disse...

E é o que se está a passar com o meu pirralho, e é o que vai acontecer depois de passar 3 semanas connosco... Até eu tremo, porque se ele fica a chorar, eu saio a correr e venho chorar para o carro, e o dia fica terrível até o ir buscar... Resumindo e concluindo, Mãe sofre...lol

vidasdanossavida disse...

O meu filho esteve 3 semanas de férias connosco numa alegria pura de praia, festa e brincadeira todos os dias e não estranhou nada regressar à creche depois. Na 3ª feira a creche fecha para férias e já lhe expliquei que agora é a educadora e os amigos que vão de férias enquanto ele fica com a avó e com a nossa Maria. Esperemos que em Setembro o regresso seja igualmente tranquilo. A educadora, auxiliares e amigos são os mesmos e ele sempre adorou a creche. Boa sorte e boas férias!

Anônimo disse...

Se de há uns tempos para cá começou a fazer fica, seguramente alguma coisa aconteceu!

Vecas disse...

Nem quero pensar quando chegar o dia de deixar o Gustavo na creche! mãe sofre de tanto amar, mas vai correr bem o regresso do teu pimpolho! beijinho

MarianaS disse...

É capaz de não correr assim tão mal... provavelmente ele regressa e recorda as pessoas e o lugar com satisfação e tudo correrá bem! Senão, no máximo em 15 dias tudo voltará aos eixos.
Mas prepara-te para estes terrible two, o rapaz é de sustento!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...