INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

sábado, 21 de janeiro de 2012

Altos e Baixos

Agora vou comer tostinhas com foie gras e pão d'alho com salsa. É o meu secondo.

Porque o primo piatto foi meia posta de salmão cozida com arroz de tomate.
Essa combinação maravilhosa. Sem tempero.
Porque o Pedro mandou-me comer isso, que ele comê-lo, nem pensar. Metia a colherada na boca, um segundo depois, cospia tudo, lentamente, sentindo a comida a cair queixo abaixo para dentro do babete. Fora o que caía, lá está, fora do babete. Os nérvus que me dão ver o Pedro a cuspir aquilo que cozinhei só para ele, nem vale a pena falar... E depois vai pescar os pedacinhos de salmão ao babete para comê-los, só naquela, à laia de petisco, mas se aproveito para o apresentar ao maravilhoso mundo do finger eating, nada feito, é uma salgalhada e vai tudo parar a todo o lado, menos ao lado de dentro da boca do puto.
Pronto, mais vale eu comer o resto à frente dele, para mostrar como é bom o que ele está a perder (não fosse o salmão estar cozido e insosso e estaria lindamente, sim) e seguir com a fruta. A qual ele come com o apetite do costume. Mas o salmão cozido com arroz de tomate, NADA. Nérvus.

Enfim, depois de limpar tudo num raio de três metros à volta da cadeirinha de refeições, lá o levo para preparar a sestinha da tarde e resolvo sentá-lo, só porque ele acha um piadão, no seu redutor, que já está a postos para os treinos a sério, daqui a uns tempos. Por enquanto, é só para a risota. E lá o sentei, na risota.
Não é que ele fez? Ele fez um cocó!! Um cocó inteiro, de bom tamanho, daqueles a sério!! Nunca fiquei tão contente por alguém fazer merd@, é rídiculo, mas deve ser mais uma maravilha da maternidade... Batemos palmas, rimos muito MUITO, demos saltinhos e no fim, puxámos a descarga ao seu primeiro cocó. Vai pela sombra.
Foi refrescante, sem dúvida, não ter de limpar a trampa do meu filho, mas sim vê-la ir directamente para o seu devido lugar. E o rabinho limpo e fresco, uma limpeza. Agora dorme, descansadinho.

Ah, os altos e baixos que cabem num almoço, que animação. Limpa de um lado, não limpa do outro. É a lei do Universo, deve ser isso.

Bem, voltando ao meu secondo, que bem o mereço...

7 comentários:

Só sedas disse...

Ahahahah que amor! Parabéns ao teu homenzinho cagão

Kiki disse...

hahahahahah A dança do cocó! Que só as mães fazem tão bem! :D Parabéns Pedrinho!!! :)))

(Foie gras.... Oh meu Deus..... Sou louca por Foie gras!!!!!!!!) ;)

Ana Maldivas disse...

ahahahaha, o que me ri agora. Ui essa do cócó cá por casa tem sido apanhar a coisa em andamento, que o Miguel anda a aproveitar o tiny mini minuto de rabo ao léu entre fraldas para descarregar. Já pensei em apresentá-lo ao pote mais cedo que o previsto. Já que não é para fazer na fralda, vai treinando, ehehehe
bjs

**SOFIA** disse...

eu cá também marchava umas tostas!

Elix disse...

Maravilhas da maternidade ;)))) ahahaha que giro calhar ele fazer logo naquele momento.... ;)

Batata-frita-mãe disse...

Eu fiquei retida na parte do cuspir a comida toda. Com a minha criança é coisa que acontece muitíssimas vezes, em especial com o peixe. É coisa para desesperar.
Bem gostava de saber o porquê disto.

Mary of Cold disse...

ahahahahahah

Só depois de sermos mães é que damos valor a certas coisas... É o caso do cocó. Eu já dou por mim a analisá-lo quase à lupa para ver cores e consistências (sem tocar, sou maluca mas não tanto), só para garantir que o intestino da criança está a funcionar como deve ser.
E sim, quando eles fazem é uma festança!! O meu bate palmas, ri-se e abana as mãos como quem diz "cheira mal". É o delírio!

(se alguém me dissesse há 2 ou 3 anos atrás que iria dissertar sobre cocó como quem fala do Orçamento de Estado diria que a pessoa não estava no seu perfeito juízo. :))

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...