INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

A volta



É nestas pequenas pausas que se nota a rapidez com que eles crescem. Por poucos dias que sejam, e uma semana e meia é tão pouco e passa tão rápido, ainda assim é o suficiente para se notar. O quanto ele cresceu, o quanto aprendeu, o quanto mudou. São palavras novas, expressões novas, brincadeiras novas, olhares novos. Entre a última vez que o fui levar e trazer do colégio no ano passado e a primeira deste, mudou tanto nele. É nesse ritual, nesse momento tão igual, tão habitual, que se nota quanto mudou. Porque nos dias em que continuou connosco não o conseguíamos medir, mas entre um igual momento com uma semana e meia pelo meio é que se nota.
Não sei se foi fruto da simples passagem do tempo, se foi de todas as experiências entretanto vividas, se foi uma pura e feliz coincidência. Creio que foi algures entre a primeira e a segunda hipótese.

Mas a par dessas diferenças tão maravilhosas, entre todas as palavras, frases, jeitos, assomos de personalidade, também nele se nota o embate da volta à labuta.
Saiu daqui esta manhã um Pedro e voltou um outro um pouco perdido, um pouco cansado, um pouco à procura da rolha. Tudo não qué, bonecos pelo ar, choro fácil, impaciência. Muito cansaço.
Oh Pequinho, Back to life, back to reality.

3 comentários:

Ovelha Flor Guerreira disse...

É maravilhosa a descoberta por nós das descobertas que eles fazem. Mas a mim também me deixa um amargo de boca. É um tempo que passa e não volta mais!

Elix disse...

Coitadinhos, se a nós custa a eles ainda mais...
Agora que me fizeste pensar nisso, há pequenas diferenças também na minha pequena...

Saltos Altos Vermelhos disse...

Se a nós nos custa, imagina a eles :) Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...