INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Registo



Tenho mesmo de começar a deixar estas coisas aqui registadas, um caderninho nem sempre está à mão e este blogue... é um companheirinho de todas as horas e todas as situações, vamos combinar!

Hoje, antes de jantarmos, Pedro entra de rompante na cozinha, reclama qualquer coisa na sua lingua , vira costas e:

-Tchau!
-Tchau?! Oi?!

-Tchau, mamã!

...

Ah bom, assim sim! Tchau?


(Por falar nisto de ele reclamar na sua língua, eu percebo quase tudo o que o Pedro diz ou quer dizer, e é cada vez mais, mas acho que às vezes nem o Pedro sabe o que está a dizer, ou como o está a dizer. Ele só quer mesmo blábláblá whiskas saquetas... Ele lá deve perceber que é suposto falar muito, durante muito tempo e à italiana, mas a verdade é que nem ele tem vocabulário, nem tem assunto. Imensas vezes estamos nós os pais a conversar e mete-se ele ao barulho a mandar vir algo que soa muito importante, mas incompreensível, e que acaba com Panti ou Baca ou Cão. Ele tem de trabalhar melhor os seus desbloqueadores de conversa, sem dúvida.)

7 comentários:

MissBlueEyes disse...

Inês eu acho, e isto sou eu!, que eles falam aquilo que ouvem, e claro falam da maneira que lhes parece que ouviram, e com a dificuldade de começar a fazer frases. Eu entendo quase tudo o que o Salvador diz. E ele já fala pelos cotovelos. Quando não entendo digo-lhe até à exaustão que não percebo, que não entendo, peço-lhe para ir buscar o que esta a dizer ou para fazer. Ele lá se vai desenrascando. Ainda no outro dia ele dizia "dodot", eu perguntava-lhe, queres toalhitas? Ele insistia que não. e eu repetidamente dizia toalhitas, dodots? Diz a mamã o que queres, ele diz "dá a mão mamã", e lá fomos até à dispensa, enquanto ele apontava para o escaDOTE e dizia, dodot mamã, dodot! É uma fase MARAVILHOSA! Ainda no outro dia mantive uma "conversa" com ele durante 15km, da escola para casa. Perguntei-lhe tudo e mais alguma coisa e ele sempre a responder, achei um máximo!

Melancia disse...

Tão engraçado! O meu rapaz cá d ecasa começou a falar muito cedo e, agora aos 20 meses, tem um vocabulário muito extenso, muito perceptivel, mesmo para estranhos e fala pelos cotovelos. Mas à medida que mais palavras aprendia e mais frases fazia, foram acontecendo cada evz mais episódios em que eu não percebia nada do que dizia. O que me parece é que quanto mais falam, mais confiança têm para o fazer, então toca de debitar sílabas que, para eles, fazem todo o sentido.A confiança com as palavras traz-lhes um á vontade com as mesmas que só pode ser coisa boa!

Elix disse...

A minha piolha quase com 20 meses fala que se farta... normalmente percebo tudo, mas de vez em quando há alguma coisa que ela repete e repete e eu sem conseguir entender, depois quando acerto até bate palminhas ;) Quando fazemos viagens de carro fala e fala, mas aí quando são mesmo conversas longas não entendo o que me diz... Estou a amar esta fase!

Marta disse...

Que giro! Parece que o estou a imaginar. A minha mais nova também faz disso. Quer falar, participar nas conversas, interrompe, chama por nós, mas depois não sabe o que dizer, faz uma pausa, ri-se e diz, olá mamã! É de rir.

ML-As Maravilhas da Maternidade disse...

Tão giras as vossas histórias, adorei saber, imagino logo!

Esta fase é mesmo deliciosa, quando o percebo é tão amoroso, pelo que quer dizer e pela forma como o diz!

beijinhos

batata frita mãe disse...

Eu sou uma nódoa. Por um longo período de tempo, sempre que o meu dizia algo eu ficava com alto ar de totó a olhar para ele sem perceber nada e ele muito chateado.
Felizmente agora já quase tudo é perceptível :D

ballon blanc disse...

Revejo esta historia comigo. A minha filha fala pelos cotovelos mas muito na linguagem dela. Tenho dificuldades em perceber mas tadinha, anda confrontada com a aprendizagem de duas linguas...
Mas sem duvida que e' uma fase interessante.
Bjs**

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...