INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

O Bebé não é um mini-adulto!


Lembrando o workshop no qual estive este Sábado e o quão interessante foi, aqui fica uma súmula da comunicação da Dra. Paula Nolasco, vale a pena a divulgação!

À MESA O BEBÉ NÃO É UM MINIADULTO!

No início de vida é indiscutível falar da importância do leite materno. O leite materno é a alimentação ideal para qualquer bebé, proporcionando-lhe todos os benefícios da amamentação, tais como imunidade e proteção. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que os bebés devem ser exclusivamente amamentados até aos 6 meses de vida e nós, na Milupa, apoiamos essa mesma recomendação.

O desmame precoce, com introdução da alimentação diversificada antes dos 4-5 meses, tem um impacto significativo no estado nutricional até aos 3 anos. 
A partir de 1 ano, há um aumento considerável da actividade física e uma desaceleração da velocidade de crescimento, comparativamente com os primeiros 12 meses de vida, o que leva a que as necessidades nutricionais nesta idade sejam bem diferentes das crianças mais velhas e das do adulto. Entre 1 e 3 anos, as crianças têm elevadas necessidades por kg de peso corporal de vários nutrientes, nomeadamente vitaminas e minerais, pelo que uma alimentação equilibrada é de suma importância.

O bebé vai crescendo e as suas necessidades vão-se alterando, pelo que se torna essencial uma nutrição específica, feita à sua medida. Do nascimento aos 3 anos, a criança duplica o seu tamanho! Aumenta cinco vezes de peso, mas não é por isso que passa a ser um “adulto”. Por exemplo, uma criança precisa de 3 a 4 vezes menos sal e açúcar do que um adulto, não havendo assim necessidade de adicionar sal ou açúcar aos produtos infantis. A quantidade de sal e açúcar está limitada a 200mg/100g de produto acabado. O mesmo se passa com o excesso de proteínas. Sabemos como evitar esta questão? Sim, dando-lhes a dose certa para a sua idade As quantidades de carne ou peixe que se devem dar a uma criança até 3 anos são as seguintes, por refeição:
·        5g até 6 meses
·        10g até 10 meses
·        20g até 1 ano
·        30g até 2 anos
·        40g até 3 anos

CONSELHOS ÚTEIS:

1.     Podem optar por alimentos para bebés presentes no mercado
(Sem aditivos e sem corantes, níveis de pesticídas e contaminantes praticamente nulos, são controlados desde o produtor e microbiologicamente controlados com limites nulos e/ou muito, muito restritos)

2.     O bebé deve comer a dieta familiar com restrições:

·        Não dar LEITE DE VACA dar leites enriquecidos em ferro (L. Crescimento até 3 anos)
·        Fazer dieta rica em FERRO e baixa PROTEÍNA e com pouco SAL
·        Evitar DOCES e GORDURAS SATURADAS
·        Fazer várias refeições / pouca quantidade
·        Dar só 1 tipo de hidratos de carbono por refeição


Em suma, e para as mamãs, fica a nota para nunca se esquecerem:

O BEBÉ É MAIS CRESCIDO, MAS NÃO É UM MINIADULTO!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...